Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os livros são a minha religião

por Magda L Pais, em 31.08.17

Os livros fazem-nos sentir vivos e, se bem que, obviamente, não vivamos para sempre, transmitem-nos a sensação de que tal é possível. As paredes carregadas de livros nesta sala interpõem-se entre nós e o desconhecido. E é por isso que, neste lugar, me sinto mais seguro, mais feliz e mais vivo.

(…)

Escoramo-las contra as nossas ruínas e elas concedem-nos, a nós, pobres mortais, consolo e alegria, como uma religião. Os livros são a minha religião, julgo que poderá dizer-se. Não apenas a escritura, o evangelho, mas a própria religião.

in Os Falsários de Bradford Morrow

Autoria e outros dados (tags, etc)

Compra de livros escolares

por Magda L Pais, em 31.08.17

Como contei aqui, tem sido uma saga habitual a da compra dos livros escolares. Para mim e para todos os pais que tem filhos em idade escolar. E com dois, ela a ir para o 11º ano e ele a ir para o 9º ano, a carteira, naturalmente, ressente-se.

Se fosse como nos anos anteriores, ou seja, se tivesse recorrido à Wook em Julho, teria gasto a módica quantia de € 526,67 em livros. Para ela, que vai para o 11º ano de Ciências e Tecnologias, € 273,86 só para os livros. Para ele, que vai para o 9º ano, € 254,81.

Este ano a minha opção foi recorrer à Book in Loop. em primeiro lugar. Fiz a reserva dos livros e daria, a liquidar, a quantia de € 139,61. Uma diferença de "apenas" € 387,06 em relação ao valor na wook. Paguei, para a reserva, € 30,00. E esperei...

Ontem recebi um email a dar conta de que, dos 14 livros reservados para o 11º ano e 9º ano, estavam disponíveis 6. Os restantes 8 teria de adquirir doutra forma. 

Acabei por optar por comprar na FNAC os que estavam em falta. Porque além do desconto de 5% imediatos ainda davam mais 5% em cartão fnac aos aderentes. Gastei, na FNAC, € 226,72. Quanto à Book in Loop, optei por receber os 6 livros em casa (mais caro que o levantamento em loja) e ainda pelo capeamento individual dos livros (o que encareceu cada um dos livros em € 1,25). Factura final: € 66,58. Descontando a reserva já paga, liquidei mais € 36,58.

Resumindo, este ano, entre a FNAC e a Book in Loop, por 14 livros escolares, gastei um total de € 293,30. Se tivesse comprado em Julho na Wook (ou em qualquer outra livraria on line) teria gasto € 526,67. Poupei € 233,37.

Confesso que gostei desta poupança. Para o ano espero poupar ainda mais porque vou estar atenta logo que as aulas acabem porque posso também vender os manuais que já não fazem falta aos gaiatos (este ano deixei passar o prazo).

E vocês, como fizeram com os livros escolares? 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

I - Internet ou livrarias físicas?

por Magda L Pais, em 30.08.17

A resposta óbvia é: ambas! na Bibliofeira, no OLX, em grupos do facebook, encontram-se promoções bem catitas, assim como se encontram nos sites das editoras. E se for às livrarias físicas, acabo por sentir o livro na mão, por lhe sentir o cheiro, tendo ainda o bónus de poder folhear os livros.

No que concerne à compra de livros... não sou nada esquisita.

***

Por 26 dias, eu, a JustMaria João CovasSofia GonçalvesMulaAlexandraDrama QueenCaracolGorduchitaB♥Sandra.wink.winkFátima BentoHappyCarla B. e Princesa Sofia respondemos a 26 perguntas sobre livros, tendo como mote o alfabeto. Às segundas, quartas e sextas, às 14h, não se esqueçam de cuscar as nossas respostas, em cada um dos blogs. Ou consultem aqui todos os posts publicados no Sapoblogs com esta tag (não consigo colocar aqui as tags da blogspot).

********

e já agora, já participaram no Passatempo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Mensageira

por Magda L Pais, em 29.08.17

Daniel Silva.jpg

A Mensageira de Daniel Silva

Editado em 2011 pela Bertrand

ISBN: 9789722523561

Lido em 2014 

Sinopse

Quando um alegado simpatizante da Al-Qaeda é morto em Londres e são encontradas fotografias comprometedoras no seu computador, os serviços secretos israelitas acreditam que a organização terrorista prepara um dos mais arrojados atentados de sempre em pleno coração do Vaticano. Gabriel Allon, restaurador de arte e espião, é obrigado a interromper o seu exílio para avisar o seu velho amigo monsenhor Luigi Donati, secretário pessoal do Papa, de que a vida do Sumo Pontífice corre perigo. O que nem ele nem Donati sabem é que o inimigo já se infiltrou no Vaticano e, apesar de o Papa ser salvo, Allon não consegue evitar a matança de centenas de inocentes… tal como não conseguira evitar que o seu mentor Ari Shamron fosse atirado para uma cama de hospital entre a vida e a morte. As semanas que se seguem levam Gabriel, o Anjo Vingador, de Londres às Caraíbas, da Suíça ao Vaticano, sempre em busca de um dos homens mais perigosos do mundo. Resta-lhe montar uma armadilha e esperar não ser ele a cair nela, e ao mesmo tempo impedir que o isco se torne a presa.

 

A minha opinião

Numa altura em que tanto se fala do Estado Islâmico e do terrorismo a ele associado, calhou ler este livro de Daniel Silva em que o fundamentalismo islâmico é tratado.

Gabriel Allon é o herói nos livros de Daniel Silva. Gabriel é israelita, restaurador de arte e espião ao serviço do governo, contratado por Golda Meir para aniquilar os membros da organização terrorista Setembro Negro em 1972, após o massacre de Munique.

Não é fácil falar deste livro sem desvendar a história. Mas vou tentar: O namorado de Sarah viajava num dos aviões que se despenhou nos ataques de 11 de Setembro, nos Estados Unidos. Esta perda, da qual Sarah nunca recuperou, levam-na a propor-se para colaborar com a CIA. Quando, finalmente, é aceite, convidam-na a infiltrar-se numa organização islamita fundamentalista, sempre com o apoio de Gabriel, que pretende vingar a tentativa de assassinato do papa e do seu amigo e mentor, Ari Shamron. Criado o isco e a armadilha preparada, resta acompanhar o processo e esperar que tudo corra bem.

Não foi o primeiro livro que li de Daniel Silva mas foi o que mais me custou a pegar. Talvez por causa da intensidade dos últimos livros que li, este ficou aquém do esperado.

Ainda assim, Daniel Silva conduz-nos com mestria pelos meandros do terrorismo, das guerras entre espiões, dos conflitos árabes, e dos apoios – às vezes disfarçados – dos estados ocidentais a uma ou outra facção do conflito, permitindo-nos raciocinar de forma diferente daquela a que estamos habituados.

 

já participaram no Passatempo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

H - Hardcover ou paperback?

por Magda L Pais, em 28.08.17

Confesso que me é indiferente... interessa-me mais o conteúdo que a forma física (dando já o mote para a uma das próximas questões).

Normalmente os livros que leio andam a passear comigo para todo o lado, dentro da mala, no saco da praia, onde calha, basicamente. E eu uso sempre uma capa em tecido reforçado para não danificar os livros. Seja lá o livro como for...

***

Por 26 dias, eu, a JustMaria João CovasSofia GonçalvesMulaAlexandraDrama QueenCaracolGorduchitaB♥Sandra.wink.winkFátima BentoHappyCarla B. e Princesa Sofia respondemos a 26 perguntas sobre livros, tendo como mote o alfabeto. Às segundas, quartas e sextas, às 14h, não se esqueçam de cuscar as nossas respostas, em cada um dos blogs. Ou consultem aqui todos os posts publicados no Sapoblogs com esta tag (não consigo colocar aqui as tags da blogspot).

 

********

(o SapoBlogs está a testar uma nova caixa de comentários muito mais intuitiva e fácil que a anterior. Sintam-se à vontade para dizer o que vos vier à cabeça em comentário a este post e avisem-me, por favor, para o email magda.pais@gmail.com se tiverem alguma dificuldade).

*********

e já agora, já participaram no Passatempo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/5




Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.