Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os Livros do Final da Tua Vida

por Magda L Pais, em 06.03.17

18624240.jpg

Os Livros do Final da Tua Vida de Will Schwalbe

ISBN: 9789897240751

Editado em 2013 pelo Clube do Autor

Sinopse

Forçados por uma trágica circunstância, Will Schwalbe e a mãe ficam longas horas em salas de espera de hospitais. Para passar o tempo, decidem falar dos livros que estão a ler. Através das suas leituras, percebemos o quanto os livros são reconfortantes, surpreendentes e maravilhosos.

A minha opinião

É difícil gostar de ler e de livros e não gostar deste livro. Não obstante não ser uma obra literária extraordinária, é, sem dúvida, uma ode aos livros que mostra o quanto são importantes e o quanto nos podem distrair, encantar e ajudar nos bons e nos maus momentos.

Will não é, seguramente, um escritor excelente. Mas move-o o amor pela mãe e pelos livros, sendo que partilha este segundo amor com o primeiro. Will e a mãe passam horas e horas a falar sobre o que lêem e, com isso, tornam-se ainda mais próximos, como se isso fosse possível.

Confesso que fiquei com curiosidade de ler alguns dos livros mencionados (e que ainda não li) e dei comigo a acenar e a concordar com algumas coisas ditas sobre livros que já li. E é tão bom quando nos sentimos em sintonia com alguém, ainda que seja apenas num livro.

Valeu a pena, esta compra de impulso! (e eu que nem devia comprar mais livros...)

 

leia aqui um excerto do livro

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gorda

por Magda L Pais, em 02.03.17

32968215.jpg

A Gorda de Isabela Figueiredo

ISBN: 9789722128339

Editado em 2016 pela Editorial Caminho

 

Sinopse

Maria Luísa, a heroína deste romance, é uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. E isto, esta característica física, incomoda-a de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Na adolescência sofre, e aguenta em silêncio, as piadas e os insultos dos colegas, fica esquecida, ao lado da mais feia das suas colegas, no baile dos finalistas do colégio. Mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver.

Este é um dos melhores livros que se escreveu em Portugal nos últimos anos.

A minha opinião

Por tudo isto, considero-o muito bom*.

* A minha avaliação de qualquer livro (ou qualquer outra coisa) prende-se em critérios "extremamente objetivos" que se resumem ao meu gosto pessoal e nada mais.

Digam lá sinceramente, depois de lerem uma avaliação assim, não ficavam com uma enorme vontade de ler o livro? Confesso que já tinha lido várias opiniões sobre A Gorda que me inspiravam confiança mas foi depois da Alexandra dizer isto que me decidi: vou ler e é já!. E o já, foi só o tempo de vermos, eu e a Alexandra, como íamos gerir o empréstimo do ebook. Sim, mais difícil ainda é que li A Gorda em ebook. Não estou maluca, não cedi às vozes que preferem o ebook, continuo a preferir livros físicos mas desta vez a vontade de ler este livro sobrepôs-se.

Valeu a pena. Valeu muito a pena.

Luísa é gorda. Mas é também mulher. Luísa sou eu, és tu, somos todas a quem, alguma vez, chamaram de gorda – só porque saímos do peso que a sociedade acha normal. Luísa somos todas aquelas que têm de ouvir a família dizer: não comas isto que estás gorda, não vistas isso que te fica mal, olha que assim não olham para ti, olha que os meus amigos gozam por namorar contigo, afasta-te de mim porque és um peso pesado. Mas Luísa também somos aquelas que cuidam dos pais, que se preocupam com o seu bem-estar, que amam os seus animais e que tem dúvidas. Que pensam mais do que deviam, que sobrevivem em vez de viver. Que amam e esperam por aquele amor que todos julgam esquecido “porque não é para ti”.

Luísa mostra-nos a sua casa enquanto nos fala da sua vida, que podia ser a minha ou a vossa. Onde amores e desamores, sonhos e ilusões, desilusões e desencontros se entrecruzam numa vida vivida em solidão, por causa do peso. E mesmo tendo perdido o peso que tinha a mais, Luísa não deixa de ser a mesma pessoa.

Luísa conta-nos a sua vida de forma crua, dura e sincera, deixando-nos, no fim, com vontade de a acompanhar para sempre, de saber sobre si depois de fechar a última página.

Seguramente um livro a ler, e uma autora a acompanhar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Código D'Avintes

por Magda L Pais, em 01.03.17

5949137.jpg

O Código D'Avintes de Alice Vieira, José Jorge Letria, Luísa Beltrão, José Fanha, Mário Zambujal, Rosa Lobato de Faria e João Aguiar

ISBN: 9789895552153

Editado em 2006 pela Oficina do Livro

Sinopse

Os sete autores de Os Novos Mistérios de Sintra reincidem no estilo corrida de estafetas de onde resulta uma apaixonante trama, de mistérios e amores, surpresas e humor. O mistério da infância de Jesus Cristo acaba por ser revelado nas margens do rio Douro.

Tudo começa em torno da trama sinistra do Conclave dos Cavaleiros Teutónicos da Nova Ordem que quer dominar o mundo sem olhar a meios.

Por seu lado, Isaías Pires, professor de medicina expulso da Ordem por práticas pouco ortodoxas, pertencente a uma outra organização que se opõe aos intuitos pérfidos do Conclave, sofre um trauma e desata a falar aramaico, língua corrente no tempo de Cristo na Palestina e logo a seguir começam a morrer patos e pombos por todos os cantos.

De repente, todos os personagens, o anjo Gabriel e a sua Sara, Lilith, delirante diva, a Arminda do bar do hospital, o doutor Fraga, a padeira de Avintes, o ex-inspector Nuno Costa, o professor Aquilino, especialista em línguas mortas, e outros mais, bons e maus, desatam a procurar antiquíssimas relíquias sagradas que podem conferir um poder indescritível àqueles que as possuírem.

O cúmulo é que a chave do código para chegar a essas relíquias está escondido justamente numa bela terra à beira do Douro e, por isso mesmo, ficará para sempre conhecido por O Código d'Avintes.

A minha opinião

Começou a segunda série do livro secreto e calhou-me, em sorte, este livro do qual nunca tinha ouvido falar. Erro meu, eu sei. Aliás, na verdade, nem deste nem dos outros dois ou três escritos pela mesma equipa mas não em equipa. Basicamente, cada autor teve direito a escrever um capitulo tendo por base apenas e só os capítulos anteriores. Uma semana a cada um e andemos para a frente.

Nota-se, por isso, algum "desencadeamento" na história mas, ainda assim, resulta bem. Não é complicado de ler, tem algumas situações brilhantes (em que se notou que o autor daquele capitulo quis mesmo deixar uma batata quente para o seguinte) mas, ainda assim, a história acaba por fazer algum sentido. 

Acho, honestamente, que só excelentes escritores - como os que fazem parte desta trupe - conseguiriam um trabalho desta envergadura. Ainda que não seja um livro excelente e ainda que haja partes melhores que outras, vale a pena ler.

(Leia aqui as primeiras páginas)

Autoria e outros dados (tags, etc)

há pessoas...

por Magda L Pais, em 27.02.17

citação.jpg

 In A Gorda de Isabel Figueiredo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marcado na Pele

por Magda L Pais, em 27.02.17

33831478.jpg

Marcado na Pele de Anne Bishop

Série os Outros, nº 4

ISBN: 9789897730245

Editado em 2017 pela Saída de Emergência

Sinopse

Durante séculos, os Outros e os humanos viveram lado a lado numa paz precária. Mas quando a Humanidade ultrapassa os seus limites, os Outros terão de decidir o que estão dispostos a tolerar. Desde que os Outros se aliaram às Cassandra Sangue, os frágeis mas poderosos profetas humanos que estavam a ser explorados pela sua própria espécie, tudo se transformou na relação entre humanos e os Outros. Alguns como Simon Wolfgard, metamorfo e líder, e a profetisa Meg Corbyn, encaram a nova parceria como vantajosa.

Mas nem todos estão convencidos. Um grupo de humanos radicais procura usurpar terras através de uma série de ataques violentos contra os Outros. Mal sabem eles que existem forças mais perigosas e antigas que vampiros e metamorfos e que estão dispostas a fazer o que for necessário para proteger o que lhes pertence…

A minha opinião

Posso ler mil livros, mil autores, mil histórias. Mas são os livros de Anne Bishop que me fazem sentir que acabam demasiado depressa, que o intervalo entre os livros são demasiado longos e que não há livros como estes. Livros escritos por Anne Bishop são livros curtos, excessivamente curtos para o prazer que a sua leitura me dá.

Grandioso. Dramático. Épico. Maravilhoso. Extraordinário. Não há adjectivos suficientes para descrever o que penso deste livro. Desta série Os Outros que é, seguramente, a melhor série de fantasia que alguma vez li. 

Observaram os predadores de duas pernas. E escutaram, não a espécie arrivista, mas o próprio mundo.

Que nos diria o nosso mundo se o escutássemos?

Alegavam que precisavam de mais comida, mais animais, mais peixe para a causa. Precisavam de mais madeira, mais vidro, mais metal, mais tecido, mais couro.

Mais homens.

Em Namid ou na Terra, assim vamos esgotando o nosso mundo... 

 

- Já não podemos confiar nos humanos.

- Alguma vez confiámos?

- Não. Mas esperámos que o desejo de sobrevivência fosse mais forte do que a ganância. Acho que já não podemos contar com isso.

Humanos. A espécie que, se cumprir os acordos firmados com os terra indigene, poderá sobreviver. Só que já é tarde e agora Simon e Meg só tem de responder à questão fulcral: quanto de humano os terra indigene vão manter quando os Anciãos (um termo benevolente para os seres que eram as presas e as garras de Namid) decidirem que a terra deveria voltar para a posse de quem dela cuida e trata.

Um livro a ler, a extrapolar conclusões para o nosso mundo, para a realidade que vivemos. E para a revolta que a mãe natureza sentirá, com certeza, por tudo o que o ser humano tem feito para a danificar.

Sim, sem dúvida. Os Outros é a melhor série de fantasia de sempre e de leitura obrigatória. Leiam. E vão perceber esta minha paixão por Anne Bishop e pela sua fantástica escrita.

(leia aqui as primeiras páginas)

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.