Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



As Velas Ardem Até ao Fim

por Magda L Pais, em 03.11.16

As Velas Ardem Até ao Fim de Sándor Márai

ISBN: 9789722020626

Editado em 2001 pela Dom Quixote

Sinopse

Para conhecer a sinopse, clique na imagem

A minha opinião

Mais um livro secreto que me veio parar às mãos. 

As expectativas eram altas, algumas das participantes nesta iniciativa consideraram-no um dos melhores livros a circular e, portanto, lá o comecei a achar que ia ler um excelente livro.

Gostei tanto (#sóquenão) que ontem acabei por desabafar com a seita do arroz que, mais um bocadinho, e era eu que matava o velho. O narrador. Que é um velhote que não se cala nem por mais uma. Senhores, o que o homem fala no jantar de reencontro com o seu amigo de infância? Eu, que sou faladora, acho que ele fala demais. E nem sequer se pode dizer que é uma conversa entre dois amigos de infância separados há 40 anos por um segredo. É um monólogo...

Verdade seja dita, algumas frases da conversa são bastante interessantes, mas fica por ai.

É uma pena, porque, de facto, a história é interessante e teria bastante por onde se desenvolver. Mas, por ser um monólogo, acaba por se tornar maçador e cansativo.

Enfim…não podemos acertar sempre e nem todos temos os mesmos gostos. É o que concluo – mais uma vez – e mantenho que valeu a pena inscrever-se nesta iniciativa do livro secreto. Agora que estamos a pouco tempo de terminar a primeira edição, espero, sinceramente, que se repita, com outros livros e com as mesmas (ou outras) participantes.

(leia aqui as primeiras páginas)

Autoria e outros dados (tags, etc)


19 comentários

De Cláudia Oliveira a 03.11.2016 às 10:08

Adoro este autor e este livro. Mas é verdade, não podemos todos gostar do mesmo. 

De Magda L Pais a 03.11.2016 às 13:13

acho que é mesmo isso, não conseguimos, por mais que se queira, gostar todos do mesmo. Mas também te digo que não fechei a porta a este autor. Acho que tem potencial 

De CD a 03.11.2016 às 12:20

Eu adorei esse livro!

De Magda L Pais a 03.11.2016 às 13:14

começo a achar que sou a excepção que confirma a regra :p

De Outra a 03.11.2016 às 13:10

Tenho pena que não tenhas gostado da minha sugestão. Mas pronto nem todos podemos gostar do mesmo...

De Magda L Pais a 03.11.2016 às 13:15

não te preocupes, é normal. Aliás, tenho a certeza que houve quem achasse a minha sugestão para o clube como o pior livro de sempre :D

De Outra a 03.11.2016 às 13:19

Para mim seria um bom indicador teres gostado ;) Por acaso falta-me ler o teu.

De Magda L Pais a 03.11.2016 às 13:21

A mim só me falta ler o "Novíssimo Testamento" que, confesso, não me inspira. Deste fiquei com vontade de ler mais deste autor que me inspirou confiança (apesar de tudo)

De sarabudja a 03.11.2016 às 14:20

Ai que não me inspira... já cheia de preconceitos contra o meu livrinho insular...
Queres ver que vamos ter um problema diplomático? 
Vai sem medos, perdes-te a meio, mas encontras-te. Garanto-te: há muito melhores. ;)

De Magda L Pais a 04.11.2016 às 12:23

vai sem medos! e se der medo, vai na mesma :p essa é uma das minhas muitas filosofias ahahahahaah

De edite a 04.11.2016 às 11:12

Ainda não li este livro, mas já li boas críticas. Espero vir a ler, não sei é quando.
A mim também me acontece não achar certos livros maravilhosos. Nem todos gostamos do mesmo e ainda bem. 
Na minha opinião, acho que, por vezes, tem a ver com a altura em que lemos e com o estado de espírito. Não terá sido esse o caso?
Bom fim de semana.
Beijinhos

De Magda L Pais a 04.11.2016 às 12:25

já pensei nisso também. Li dois ou três excelentes livros de seguida, é natural que o grau de exigencia fosse maior que o normal. Ainda por cima passei da literatura do fantástico para este que é "real". Tudo isso pode (e deve) ter influenciado a leitura.
Beijinhos e bom fim de semana

De Mula a 04.11.2016 às 18:46

Realmente o homem fala que se farta!... Mas é um homem magoado... É um homem que precisa de exorcizar os demónios para viver e quiçá, morrer, em paz! Confesso que gostei bastante, ainda que tenha ali uma parte ou outra que... mas gostei bastante!... Mas lá está, que seria do azul, e todos só gostassem do roxo?

De Magda L Pais a 08.11.2016 às 13:27

mas é que, porque não se cala, também não ouve. E acaba por não ter respostas às dúvidas que tinha

De Mula a 08.11.2016 às 16:36

Achas que não teve as repostas? Olha que teve... No fundo, o silêncio do outro dá resposta a tudo mas... O que ele queria era exorcizar os seus demónios, quando ele percebeu a verdade, percebeu também que já não era importante para ele. Ele no fundo só queria que o outro soubesse que ele sabia para que acabasse a viver com aquilo na consciência. Pelo menos foi a minha interpretação. 

De Magda L Pais a 09.11.2016 às 09:47

não me parece que tenha tido todas as respostas. Ficou sem saber se a mulher sabia do plano ou porque é que o outro não o conseguiu concretizar. Mas percebo que se possa interpretar doutra forma (ponto a mais para este livro que permite várias interpretações)

De Mula a 09.11.2016 às 22:50

ahahahahahah vês? A discutir livros é que a gente se entende... Mas, só para te deixar, quicá, mais confusa, eu acho que ele sabia que a mulher sabia do plano, pensa que ela foi à casa do outro para fugir com ele e já não o encontrou, e supostamente ela não sabia onde ele morava, e quando ele foi para a outra ala da casa, eles nunca mais se falaram e ela nunca questionou. Ela sabia e fazia parte, como o outro foi fraco ela ficou ali porque não tinha mais sítio para onde ir. Imagino que ele não tenha conseguido concretizar o plano porque havia todo um passado e ... planear é sempre fácil, difícil é puxar o gatilho.

Mas sabes uma coisa engraçada? Todo o livro eu achei que o outro era gay, e que estivesse apaixonado pelo General... porque o pai dele disse-lhe uma vez que o outro rapaz era diferente, e que ele um dia iria compreender. Quem nunca compreendeu afinal, fui eu xD

De Magda L Pais a 10.11.2016 às 10:58

ahahahahahahahahaahahah exactamente o que eu pensei, que o amigo era gay e que se tinham desencontrado por causa disso. E vai na volta ele não o conseguiu matar porque estava apaixonado pelo general

De Mula a 10.11.2016 às 11:12

Acho que nunca iremos saber, a menos que escrevam um dia um livro com o outro monólogo! ahahahahahahahahah

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.