Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Coreia do Norte A Realidade

por Magda L Pais, em 02.08.17

35817745.jpg

Coreia do Norte - A Realidade de Margarida Serra

Editado pela Prime Books em Julho de 2017

ISBN: 9789896553241

Sinopse

A Coreia do Norte tem aquele que é considerado um dos regimes mais enigmáticos do mundo. Em 2016 a jornalista Margarida Serra, da TSF, teve a rara oportunidade de visitar o país. Neste livro conta-nos a realidade que presenciou, não obstante o controlo a que esteve sujeita e as limitações que marcaram os dias em que lá esteve.

A minha opinião

Creio (mas posso estar enganada) que quase todo o mundo ocidental gostava de perceber o que se passa no pais que pode ser uma das maiores ameaças à existência de humanos no planeta Terra. Um país governado por um louco que, enquanto era louco sozinho, se ia gerindo como se podia mas agora, que há mais dois loucos em extremos opostos, se torna mais complicado.

(Trump, Putin e Kim Jong-un, três loucos em três posições de poder, com a possibilidade - já não tão ténue assim - de provocarem uma guerra mundial. A última...)

Eu sei que tenho essa curiosidade. Não seria capaz (ainda que me fosse permitido) de visitar a Coreia do Norte, mas tenho a curiosidade de perceber as pessoas, aquelas que são formatadas, quase desde que nascem, para adorar o líder e para pensarem que o líder é o pai de todos.

Margarida Serra teve essa coragem (essa coragem e ainda a coragem de fazer a apresentação em Sesimbra no dia em que morreu a sua melhor amiga, o que só prova o seu profissionalismo e a sua condição de jornalista de 5 estrelas) e, ainda que só por isso, valeria a pena ler as suas impressões do regime mais fechado do mundo.

A primeira parte do livro é a descrição da sua viagem. Um verdadeiro documentário, abrindo-nos uma pequena janela na Coreia do Norte, permitindo-nos conhecer - na segurança da nossa casa - Pyongyang, os coreanos e a sua forma de estar (que, basicamente, é a forma de estar do líder). A descrição é fluida, como se estivéssemos a conversar com a autora, e é de leitura muito agradável.

A segunda parte é um excelente trabalho de investigação, que nos apresenta o poderio militar da Coreia do Norte, as tentativas de reencontro das famílias separadas das duas Coreias e a unificação da península.

Tenho para mim que este é um livro indispensável. Um livro a ler por todos, na esperança que, um dia, a lavagem ao cérebro dos norte-coreanos comece a diminuir de alguma forma para que eles possam viver em vez de sobreviver (e, com isso deixe de haver mais um louco a governar).

Se tiverem curiosidade podem ouvir aqui a reportagem de Margarida Serra que serviu de base a este livro - "Diga ao mundo que somos felizes" transmitida na TSF em Maio de 2016.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Mula a 02.08.2017 às 14:06

O que por lá se passa é assustador e criminoso! Não entendo como é que ainda é possível ser assim nos dias que correm, como é que ainda é possível em pleno século xxi, as pessoas não poderem entrar e sair de um país livremente. Não entendo... não entendo mesmo. Mas também começar uma guerra a verdade é que não seria solução.


Em tempos vi um documentário - acho que ias gostar - de um médico que foi lá com o pretexto de operar centenas de coreanos às cataratas, levando com ele câmaras para demonstrar supostamente, como o grande líder era bom - ainda era na altura do pai deste, acho eu - e até se preocupava com a saúde dos outros, mas na realidade o médico foi lá para mostrar ao mundo o que se passava, foi fazer um documentário sem ninguém saber, e tentou conversar com as pessoas sobre o que achavam do líder e... É mesmo assustador, parece que aquelas pessoas vivem sobre um efeito de drogas muito pesado! Vivem completamente drogadas, não fazem ideia do que se passa no resto do mundo. É mesmo assustador.

De Magda L Pais a 02.08.2017 às 14:44

A Margarida, na apresentação do livro, falou sobre isso. Repara, os norte coreanos começam, assim que nascem, a ser "formatados" para a sua própria realidade. Eles não aprendem geografia ou história como nós. Eles aprendem os discursos dos líderes sobre a geografia e a história  (Ou outras disciplinas). As crianças, literalmente desde que nascem, são colocadas em infantários e creches onde lhes é incutido que tudo o que existe foi a pedido do líder. A cor das paredes foi escolhida por ele, a altura do tecto, a cadeira.. tudo é feito porque o líder quer, porque o líder decidiu. O líder esteve lá (É omnipresente), viu e decidiu. Os casos de traição são poucos porque, além do traidor, toda a família pode ser condenada (a condenação pode afectar até 3 gerações da família do traidor). Isto implica que todos se fiscalizam. Pais fiscalizam os filhos, tios que fiscalizam os sobrinhos. E vice versa com todas as relações familiares que possas imaginar. 
Depois de ler este livro e depois de ouvir a Margarida, percebi porque é que os norte coreanos são os robôs que são

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.