Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Wishlist

por Magda L Pais, em 24.05.16

Vem ai a época da desgraça, também conhecida como Feira do Livro. Bom, na verdade, qualquer época é, para mim, da desgraça neste aspecto mas pronto, adiante.

Dizia eu que vem ai a Feira do Livro de Lisboa e, portanto, já começo a salivar pelos livros que quero mesmo comprar este ano.

(assim num aparte, na sexta feira passei na rotunda do Marquês com a minha mãe e comentei com ela que a Feira do Livro estava para começar. Ela olhou para mim, fez que não com a cabeça, começou a sorrir e comentou: sempre estou para ver onde vais por mais livros)

Para já são só cinco ou seis. Nada de mais. A trilogia As Faces de Victoria Bergman de Erik Axl Sund, que me foram recomendados pela Miss F (sim, ela está desaparecida mas volta). A Biblioteca de Zoran Živković que a Márcia adorou e me recomendou (esta mulher é a desgraça da minha carteira). Claro que O Livro dos Baltimore, de Joël Dicker também virá para casa, acompanhado d’A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert do mesmo autor. Preferencialmente ambos assinados pelo autor que lá vai estar no dia 29.

Vou querer comprar também o meu primeiro Afonso Cruz. Não sei ainda qual. A Márcia recomendou-me quatro: Para onde vão os guarda-chuvas, Vamos Comprar um Poeta, Jesus Cristo bebia cerveja ou Flores. E a Maria também me falou d’ Os Livros que Devoraram o Meu Pai. Se fossem vocês, qual deles escolhiam?

O stand da Saída de Emergência vai ser visita obrigatória. A promoção leve 3 pague 2 é sempre uma boa ajuda a levar mais livros e gastar menos, além de que estão por lá imensos autores que eu gosto – Anne Bishop, Juliet Marillier, Jill Mansen…

No stand da Leya já sei que vou encontrar um colega meu da faculdade. É certinho direitinho. Todos os anos, sem combinarmos, encontramo-nos sempre na Leya, normalmente na caixa a pagar. Não interessa o dia nem a hora, é lá que nos encontramos (para além do jantar anual do ISCAL, claro).

Normalmente a Presença também tem bons pacotes para compras assim como os stands das editoras mais pequenas. É só saber procurar.

Domingo lá irei para a primeira visita deste ano. Irei acompanhada, claro está, da minha conta do Goodreads para tentar evitar aqueles erros habituais em mim – comprar livros repetidos.

E agora contem-me tudo, não me escondam nada. Vão à Feira do Livro? Que livros vão comprar? E, mais importante ainda, que outros livros me recomendam?

Autoria e outros dados (tags, etc)


30 comentários

De Nathy ღ a 24.05.2016 às 11:47

Este ano não vou à feira do livro. Tenho perto de 40 livros por ler (com mais a caminho)... Não preciso de mais livros e também não me apetece ir de propósito a lisboa

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 12:59

não percebo o conceito de "não preciso de mais livros"...

De Sou Toda Amor a 24.05.2016 às 11:56

1 - Não vou á Feira do Livro, porque 400 kms, é muita longe!
2 - Não compro, não compro e NÃO COMPRO mais livro NENHUM enquanto não ler os 5 que tenho.
3 - 


Fica ainda o registo de que: NESTE MOMENTO TENHO-TE UMA INVEJA QUE NEM É BOM (não me lembro de ler um livro... aos meses que, mal pego num, adormeço ainda nem terminei a primeira folha... é uma tristeza é o que é!)
Boa Feira do Livro!

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 13:00

credo! meses sem ler??? isso era coisa para me deixar internada numa clinica de psiquiatria....

De Maria das Palavras a 24.05.2016 às 12:06

Estou cheia de medo da Feira do Livro. Normalmente vou acompanhada de gente que não gosta tanto de ler e vai mais pelo passeio. Portanto eu vou espreitando os livros apressada para não pregar seca a quem me acompanha e não desgraço muito a carteira. Contigo...e com a  minha lista do Goodreads à mão...e toda uma blogisfera cheia de recomendações...vou já começar a minha dieta a pão e água...

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 13:01

vá, não tenhas medo. Eu dou-te a mão... e desencaminho-te. Ai caraças, não era isto. era mais eu nao te deixo comprar livros (#sóquenão)

De Andy Bloig a 24.05.2016 às 13:08

Hei-de lá ir... ainda não sei é o dia, pois existe uma pessoa para raptar e levá-la à feira (e a vítima é que escolhe a data e hora).


Desde o ano passado, que desisti de fazer listas para comprar. 
Nos outros anos, era visita certa na Livros do Brasil ( de onde vinham 25 a 30 livros e que foi comprada pela Porto Editora) e na Europa-América (de onde vinham 10 a 12 e que aumentaram os livros antigos para mais do dobro dos preços de 2014). 
A outra secção que mais visito é a dos alfarrabistas, também essa onde os livros a 1 e 2 euros, desapareceram, ficando os livros a 5 euros como base de venda. 
O ano passado foi o ano em que menos interesse me deu ir à feira do livro de Lisboa. Algo que nunca me tinha acontecido. 
Este ano só tenho a certeza que vou comprar um livro de uma autora estrangeira, ainda não sei qual é... será escolhido lá, se existir algum que interesse. O resto, será decidido no momento, caso veja alguma coisa interessante e por preço aceitável. 

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 14:09

Acabaste de me lembrar que quero tambem comprar A Tragédia da Rua das Flores numa versão com qualidade gráfica e que, se calhar, só encontro nos alfarrabistas


Olha e isso do rapto, é coisa para ser preciso chamar a PSP? :p

De Andy Bloig a 24.05.2016 às 15:50

Os alfarrabistas da feira cada vez são mais fraquinhos e conseguem-se os mesmos livros, nas mesmas pessoas, por preços mais baixos indo às lojas deles nalgum ponto da cidade. Para se juntarem na Hora H, durante o dia, os preços são o dobro do preço que levam na livraria onde vendem....


Só será preciso é um serralheiro, quando o raptor acabar algemado na escadaria do metro, por se ter portado mal. 

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 21:49

vou ter de andar à procura, tá visto. Queria mesmo ler a tragédia e acho que num deles será mais fácil.


Olha, se ouvir gritar que é preciso um serralheiro, já sei porque

De Andy Bloig a 24.05.2016 às 21:56

Se passares ali por trás da estação do Rossio, pode ser que nos que sobram por lá, consigas encontrar alguma versão desse livro. Já lá não vou há uns tempos e não sou adepto de livros desse género... existia lá uma pequena livraria que tinha livros mais antigos de autores portugueses. 
As da Rua da Trindade já fecharam as 3... nessas deviam ter alguma versão desse livro. No Cais do Sodré também o homem que tinha lá o quiosque deve ter morrido, que aquilo agora é uma coisa para turistas. 
Os alfarrabistas vão desaparecendo... os que se aguentam aumentam os preços.  

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 21:58

vai ser dificil encontrar. já procurei on line e está esgotadissimo. As versões que vejo à venda são iguais à que não consegui ler por causa da parte gráfica (as letras faziam-me dor de cabeça)

De Andy Bloig a 24.05.2016 às 22:01

Pode ser que tenhas sorte lá na secção dos alfarrabistas que tenham alguma coisa diferente dessas versões. Devem haver muitas edições dele. 

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 22:02

espero bem que sim. Senão vou ter de procurar a versão digital para ler no computador, o que nao me apetecia nada

De Andy Bloig a 24.05.2016 às 22:07

Não gostaste de alguma daquelas edições de capa dura, de uma editora que não me lembro o nome, aqui há uns 12 anos atrás? 

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 23:42

a que tentei ler era das primeiras edições dos livros do brasil. não presta para nada

De Just_Smile a 24.05.2016 às 13:54

Li o teu post na diagonal para não me desencaminhares, ainda assim não foi fácil :P

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 14:09

ahahahahahahahahaah não 'tou a perceber... não tou mesmo a perceber 

De Just_Smile a 24.05.2016 às 14:24

Pois não, foge às responsabilidades :P

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 21:51

eu sou uma anja, não tenho culpa de nada. E se dizeres que tenho, eu nego

De marta-omeucanto a 24.05.2016 às 14:34

Eu não devo ir, até porque não há muito dinheiro para gastar, embora tenha sido convidada para aparecer no lançamento do livro Be Aware, de Gabriela G. Ferreira.
E depois, a melhor forma de resistir à tentação de trazer uma dúzia de livros, é não os ver. É que uma pessoa já tem uma lista pré determinada de livros que quer comprar, mas quando se vê no meio de tantos livros bons e promoções imperdíveis, a lista aumenta consideravelmente, e arriscamo-nos a trazer o dobro do que queríamos.
Isto já seria mau para uma ávida leitora, agora imagina 3 - eu, a minha filha e o meu marido!

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 21:52

ahahahaha eu tenho esse problema na Feira... apetece-me pegar num carrinho de compras e começar a encher, a encher e a encher... e depois ir buscar mais um para encher :p valha-me que a carteira não deixa

De Inês a 24.05.2016 às 19:46

Gostava de comprar "A vida no campo" de Joel Neto, que saiu à muito pouco tempo e gostava de comprar os dois últimos livros da Elena Ferrante, mas só lá é que costumo decidir mesmo o que compro.
Do Afonso Cruz ainda só li o "Flores" e gostei muito =)

De Magda L Pais a 24.05.2016 às 21:53

Elena Ferrante... estou curiosa com os livros dela. Já ouvi falar muito bem e assim assim. Pode ser uma aposta

De anacb a 25.05.2016 às 10:30

Acreditas que há anos que não compro um livro na Feira? Durante uns anos mantive-me propositadamente afastada, vinha de lá sempre com sacos cheios e bolsa vazia. O ano passado passei lá de raspão, mas como ia acompanhada e a ideia não era visitar a feira, consegui resistir à tentação de começar a correr as bancas. E olha que não foi fácil - tipo Frodo a tentar resistir ao Anel :)))

De ó menina a 26.05.2016 às 09:08

<br />eu gostava que os livros atingissem o valor justo nesta repetição de jogos editoriais que acontece anualmente. Principalmente os do Philip Roth.

De azulmar a 26.05.2016 às 20:38

Hoje já saí de lá com 4, tudo livros do dia e essa vai ser a minha 'tática' para não me perder. Excepcionalmente, quero ver se lá encontro aqueles três que já falamos e o "Para onde vão os guarda chuvas". Vamos lá a ver se consigo respeitar estás minhas regras :-D 

Comentar post


Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.