Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Epic Reads

por Magda L Pais, em 20.10.15

1 – Se pudesses convidar um autor e uma das suas personagens ficcionais para tomar um chá, quem convidarias e o que lhes servirias?

Convidaria Agatha Christie e Hercule Poirot. O nosso lanche seria de chá e maças, já que era enquanto bebia chá e comia maças que a Agatha Christie se inspirava para escrever. Podia ser que, assim, tivéssemos direito a mais um ou dois livros desta fabulosa autora que ainda hoje bate todos os recordes de vendas.

2 – De que livro gostarias que fosse escrita uma prequela?

Sinceramente? Nenhum. Não consigo entender a panca que alguns autores têm com as prequelas. Gosto de livros que começam e acabam, nem que seja ao fim de 20 volumes. As prequelas, nos livros e nos filmes, cheiram-me sempre a falta de dinheiro…

3 – Que duas personagens – que não sejam do mesmo livro – achas que dariam um bom casal?

Hercule Poirot e Miss Marple, definitivamente.

4 – Se encontrasses o teu autor favorito no metro e só lhe pudesses dizer uma frase, que frase seria?

A todos os meus autores favoritos diria apenas Obrigado por saciarem a minha sede de leitura e por me acompanharem em todos os momentos.

5 – Que livro foi responsável por te tornar num leitor e porquê?

Não houve um responsável em particular e foram todos responsáveis em geral. Todos os livros que li desde que me lembro foram e são responsáveis por continuar a ler.

6 – Incêndio – a estante está a incendiar-se e só tens tempo de salvar um livro. Qual seria?

Ter de escolher um dos my precious books para salvar é quase perguntar-me de que dedo estaria disposta a dispensar. Honestamente, neste momento, e se só pudesse salvar um, seria A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert de Joël Dicker. Por duas razões. Porque me foi emprestado pela Maria das Palavras e eu devolvo sempre os livros que me emprestam. E porque o vou ler em conjunto com a Miss F.

Maria, olha, o outro livro que me emprestaste queimou-se…

7 – Qual a tua leitura mais épica de todos os tempos?

Seguramente a trilogia O Século de Ken Follett. Foram o meu livro favorito de 2014, os livros mais caros que alguma vez comprei e os livros com maior número de páginas. São também um dos meus livros favoritos de sempre. Sim, são três mas tem de ser considerados como um todo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas sobre livros

por Magda L Pais, em 15.10.15

1. Ficas mal disposta quando lês no carro?

Fico. Se ler nalgum veículo a rodas (autocarro ou carro) fico mal disposta e quase vomito.

2. Que autor tem um estilo de escrita que te atrai mais?
Resposta dada no Dia Mundial do Escritor

3. Harry Potter Series ou Twilight Saga? Dá-nos três razões que justificam a tua resposta.
Não serve só uma? Eu adoro bruxas. Logo adoro bruxos. Ah, precisam de mais duas? Ok, a forma como a história é contada, a escrita da escritora, o universo criado de propósito para a história.

4. Tens uma mala para os livros? Se sim, para além dos livros, que mais levas lá dentro?
Não tenho uma mala específica para os livros. Excepto quando vou de férias e levo os livros que quero ler numa mala. No dia-a-dia é o livro – seja ele qual for – que vai na mala normal e por isso “convive” com a minha carteira, os óculos, os telemóveis, os lenços de papel, as gotas para o nariz, a caneta, um ou outro rebuçado, etc e tal.

5. Cheiras os livros?
Naturalmente que sim. Os livros devem ser cheirados, sentidos, acarinhados, amados. É uma das principais razoes para não gostar de ebooks. Não tem cheiro.

6. Livros com ou sem pequenas ilustrações?
É indiferente. Às vezes as pequenas ilustrações ajudam a perceber melhor a história, enquadram. Outras vezes não fazem qualquer falta.

7. Que livro gostaste imenso de ler mas que, mais tarde, descobriste que afinal não era assim tão bom?
Aos poucos as nossas exigências mudam. Crescem, assim como nós. Ou pelo menos devia acontecer isso mesmo. Quanto mais se lê mais exigentes somos. Acredito piamente que, se hoje lesse os Cinco ou os Sete – que amei quando era mais jovem – já não acharia grande piada.

8. Partilha uma história engraçada que envolva livros e se tenha passado quando eras mais jovem
Confesso que não me lembro de nenhuma. Os livros sempre foram uma excelente companhia e eu, com o meu irmão do 1º andar, trocávamos imenso os livros. Acho que ele tem uma boa parte da culpa de eu gostar tanto de ler.

9. Qual é o livro mais fino que tens na estante?
Chama-lhe Amor, de Vera Lúcia Silva. É uma pena porque eu bem que gostava que ele fosse maior.

10. Qual é o livro mais grosso que tens na estante?
Qualquer um dos livros da trilogia O Século, de Ken Follet.

11. Escreves e lês? Vês-te como um future escritor?
Eu escrevo. Aqui neste blog, no StoneArt Portugal, no Aprender uma coisa nova por dia e na Revista Inominável. Já editei três livros de crónicas – Vida na Internet, Episódios Geométricos e Viagens. Não me vejo, sinceramente, a fazer mais que isso, mas a realidade é que, há oito anos atrás, também não me via como bloguista…

12. Quando é que começaste a gostar de ler?
Desconfio que sempre gostei. Lembro-me sempre de ler, nem que fossem os livros aos quadradinhos da Disney. É quase impossível marcar a altura em que me apaixonei pela leitura.

13. Qual é o teu livro clássico favorito?
As Mulherzinhas de Louisa May Alcott. Li, recentemente Jane Eyre de Charlotte Brontë que também gostei bastante mas As Mulherzinhas continua a ser o meu favorito.

14. Na escola, preferias Português ou outra disciplina?
Sempre gostei mais das disciplinas práticas. Nunca gostei de disciplinas em que tivesse de estudar (nunca soube estudar…). Mas no ciclo tive o melhor professor de sempre de Português. E porquê? Porque todas as semanas, uma das aulas (acho que era nas segunda feiras) tínhamos de ler um livro – um qualquer – e falar nele com os colegas.

15. Se te oferecerem um livro que já leste e não gostaste, o que fazes?
Não é importante, para esta resposta, não ter gostado. Se já li o livro – a menos que o tenha amado de paixão e não o tenha – então peço a quem me ofereceu para o trocar.

16. Conheces alguma série de livros parecida com o Harry Potter ou Hunger Games mas que seja menos conhecida?
A trilogia do Mágico Negro de Trudi Canavan. Adorei!

17. Um mau hábito – para além de divagar – que tenhas quando estás a filmar?
Não se aplica. Eu não filmo e raramente me deixo filmar.

18. Qual é a tua palavra favorita?
Caramba. Cruzes. Ora. Santa Iria da Azoia. C’um Camandro. Ah, era só uma?

19. Consideras-te nerd, dork, or dweeb? Ou todos?
Cruzes. Considero-me Magda. Serve?

20. Vampiros ou fadas? Porquê?
Eu sou fã de fantasia. Logo gosto de ambos. Opto por não escolher.

21. Anjos ou metamorfos? Porquê?
Ler a resposta ao número 20.

22. Espíritos ou Lobisomens? Porquê?
Ler a resposta ao número 20.

23. Zombies ou Vampiros? Porquê
Ler a resposta ao número 20.

24. Triângulos amorosos ou amores proibidos?
Não gosto de triângulos amorosos. Até hoje só um foi bem resolvido (não concordas, Neurótika Webb?), todos  os outros deixam um amargo de boca. Prefiro, por isso, os amores proibidos que são mais “fáceis” de resolver.

25. E, finalmente, romances ou livros de acção com algumas cenas de amor?
Depende da inspiração do momento. Desde que não sejam romances lamechas, gosto de os ler. O mesmo com os livros com mais acção. No fundo… bem, no fundo eu gosto de ler e pronto. Leio o que me apetece, quando me apetece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Problemas que só quem lê conhece

por Magda L Pais, em 14.10.15

1. Uma mesinha de cabeceira só com livros. Muitos livros.

2. Encomendar um livro on-line que chega estragado.

3. Ou comprar um livro usado on-line que chega com os cantos todos dobrados.

4. Não haver mais espaço nas estantes (ou em casa) para mais livros.

5. Mas, ainda assim, comprar mais.

6. Apesar de se ter muitos que ainda não se leu.

7. E de se ter de rearrumar os livros todos para arranjar espaço para mais um. Ou vários.

8. Descobrir que quase tudo pode servir para marcar a página em que estamos, seja uma peça de fruta, um garfo ou um guardanapo. Papel higiénico não usado também serve.

9. Ficar irritado, muito irritado, quando nos interrompem a leitura. Se não há um incêndio ou outra catástrofe do género, não nos incomodem!

10. Perceber que aquela tendinite no ombro ou a dor de costas tem apenas uma origem - andamos a ler um livro mais pesado que o normal.

11. Mudar de posição mil duzentos e oitenta e oito vezes até encontrar a posição ideal para ler aquele livro. Sem nunca o largar.

12. Comprar - ou não - todos os livros duma série duma só vez, sem se saber se se gosta.

13. Terminar um livro duma série que adorámos e descobrir que o seguinte ainda não está à venda.

14. Ler, na contra-capa, a opinião de críticos e não haver sinopse.

15. Entrar numa livraria e querer comprar este livro. E aquele. E aqueloutro. E mais este. Oh e este que é tão bom. E também gostava de mais este.

16. Ouvir alguém dizer que não gosta de ler e tentar não mostrar o desagrado por ter ouvido um disparate desses.

17. Ler um livro tantas vezes que as páginas se começam a soltar.

18. Mudar de casa e perceber que a maioria das caixas que se juntaram... são de livros.

19. Ficar acordado toda a noite a ler.

20. Ver outras estantes de outras pessoas e ter inveja. Muita inveja.

21. Gostar tanto dum livro que discutimos com ele, choramos com ele e rejubilamos com ele.

22. Saber que algo de grande se vai passar no livro e quer, ao mesmo tempo, ler e não ler.

23. Decidir, dos livros em espera, qual é que se vai ler a seguir.

 

(baseado nisto)

Autoria e outros dados (tags, etc)

11 livrarias que todos deveríamos visitar

por Magda L Pais, em 13.10.15

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rebecca O’Connell, do Mental Floss considera que estas são as onze livrarias que todos devemos visitar. 

livraria_a.jpg

 Livraria Saraiva, Rio de Janeiro (Brasil) 

livraria_b.jpg

 Waanders in de Broeren, Zwolle (Holanda)

livraria_c.jpg

 La Caverne Aux Livres, Auvers-Sur-Oise (França)

livraria_d.jpg

 Book Barge, Staffordshire (Inglaterra)

livraria_f (1).jpg

 Faulkner House, Nova Orleães (Estados Unidos)

livraria_f.jpg

 Livraria da Vila, São Paulo (Brasil)

livraria_g.jpg

 Albertine Books, Manhattan (Estados Unidos)

livraria_h.jpg

 Bart’s Books, Ojai, Califórnia (Estados Unidos)

livraria_i.jpg

 Brazenhead Books, Nova Iorque (Estados Unidos)

livraria_j.jpg

 The Spotty Dog Books & Ale, Nova Iorque (Estados Unidos)

livraria_k.jpg

Libreria Alta Acqua, Veneza (Itália)

Fonte

Autoria e outros dados (tags, etc)

Próximo livro a ler

por Magda L Pais, em 13.10.15

 

Estou indecisa mas tudo indica que será A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert de Joël Dicker

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031