Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Gorda

por Magda L Pais, em 02.03.17

32968215.jpg

A Gorda de Isabela Figueiredo

ISBN: 9789722128339

Editado em 2016 pela Editorial Caminho

 

Sinopse

Maria Luísa, a heroína deste romance, é uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. E isto, esta característica física, incomoda-a de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Na adolescência sofre, e aguenta em silêncio, as piadas e os insultos dos colegas, fica esquecida, ao lado da mais feia das suas colegas, no baile dos finalistas do colégio. Mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver.

Este é um dos melhores livros que se escreveu em Portugal nos últimos anos.

A minha opinião

Por tudo isto, considero-o muito bom*.

* A minha avaliação de qualquer livro (ou qualquer outra coisa) prende-se em critérios "extremamente objetivos" que se resumem ao meu gosto pessoal e nada mais.

Digam lá sinceramente, depois de lerem uma avaliação assim, não ficavam com uma enorme vontade de ler o livro? Confesso que já tinha lido várias opiniões sobre A Gorda que me inspiravam confiança mas foi depois da Alexandra dizer isto que me decidi: vou ler e é já!. E o já, foi só o tempo de vermos, eu e a Alexandra, como íamos gerir o empréstimo do ebook. Sim, mais difícil ainda é que li A Gorda em ebook. Não estou maluca, não cedi às vozes que preferem o ebook, continuo a preferir livros físicos mas desta vez a vontade de ler este livro sobrepôs-se.

Valeu a pena. Valeu muito a pena.

Luísa é gorda. Mas é também mulher. Luísa sou eu, és tu, somos todas a quem, alguma vez, chamaram de gorda – só porque saímos do peso que a sociedade acha normal. Luísa somos todas aquelas que têm de ouvir a família dizer: não comas isto que estás gorda, não vistas isso que te fica mal, olha que assim não olham para ti, olha que os meus amigos gozam por namorar contigo, afasta-te de mim porque és um peso pesado. Mas Luísa também somos aquelas que cuidam dos pais, que se preocupam com o seu bem-estar, que amam os seus animais e que tem dúvidas. Que pensam mais do que deviam, que sobrevivem em vez de viver. Que amam e esperam por aquele amor que todos julgam esquecido “porque não é para ti”.

Luísa mostra-nos a sua casa enquanto nos fala da sua vida, que podia ser a minha ou a vossa. Onde amores e desamores, sonhos e ilusões, desilusões e desencontros se entrecruzam numa vida vivida em solidão, por causa do peso. E mesmo tendo perdido o peso que tinha a mais, Luísa não deixa de ser a mesma pessoa.

Luísa conta-nos a sua vida de forma crua, dura e sincera, deixando-nos, no fim, com vontade de a acompanhar para sempre, de saber sobre si depois de fechar a última página.

Seguramente um livro a ler, e uma autora a acompanhar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031