Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




My precious books

por Magda L Pais, em 23.11.17

Um destes dias estive a namorar as minhas prateleiras virtuais no Goodreads.

Que tenho uma grande paixão por livros, todos sabem. Ou pelo menos desconfiam. Porque, como diz a Maria, o meu braço não acaba na ponta dos dedos mas no livro que seguro nas mãos.

E que um dos meus sonhos, o mais antigo talvez, é ter uma biblioteca, bom, também é conhecido.

Façamos então o ponto de situação sobre os meus livros, my precious books.

Tenho 1036 livros registados na base de dados do Goodreads. Infelizmente muitas editoras, principalmente as mais pequenas, não colocam os livros que editam nesta plataforma e, por isso, não pude registar cerca 250 livros (ou podia se os inserisse manualmente mas deu-me a preguiça). Faltam ainda registar uns 30 que são em inglês e que me foram oferecidos por uma grande amiga e que ainda não tive paciência ou vontade de o fazer.

Penso, por isso, que será justo dizer que tenho pouco mais de 1300 livros em casa.

Esses poucos mais de 1300 livros abarcam quase todos – se não mesmo todos – os géneros, feitios, anos de edição, escritos por tantos escritores que lhes perdi a conta. Uns que li quando era miúda, outros na minha adolescência e muitos que li já adulta. Uns foram-me oferecidos mas a maioria fui eu que os comprei. Este é o meu vicio, o único: comprar livros.

No que respeita a livros para ler, não está nada mau, comecei o ano com 152 livros para ler, já só me faltam 181, sendo que, até agora, e em 2017, já li 72. Queria muito comprometer-me comigo mesma que não compraria mais livros até que acabasse de ler estes que estão em espera mas sei, porque me conheço, que isso é impossível.

Dizem estas prateleiras virtuais já li 928 livros. Creio que este número estará incorrecto e bastante abaixo da realidade. Porque nem todos os livros que li - até iniciar estes registos - eram meus. Não tenho qualquer problema em ler livros que vou buscar a bibliotecas nem sequer em ler livros que me emprestam. Da mesma forma que não me importo de emprestar livros a quem tenha confiança suficiente para saber que os vão estimar tanto como eu e que me irão devolver logo que os acabem de ler, tal como eu faço quando me emprestam. Além de que, na minha infância e juventude li imensos livros na casa dos meus pais – que são deles – e li imensos livros trocados com o meu mano. Talvez nunca venha a saber, ao certo, quantos livros já li. Gostava de o saber mas não me parece que consiga.

Estes são, portanto, os números no momento em que escrevo este post.

Nos próximos dias sei que vou receber pelo menos um livro, e tenho, em casa, 4 livros que me emprestaram para ler e que ainda não registei (os livros que me emprestam normalmente só registo quando os leio), ou por causa do livro secreto.

Quando se chega a este número de livros é quase impossível tê-los arrumados como gostaríamos, ou seja, por autor e/ou editora. O tempo que demora a arrumar dessa forma é tempo que queremos aproveitar a ler e não a arruma-los. Não deixa, no entanto, de ser gratificante fazê-lo. Há uns tempos, no meio dumas arrumações, tive, nas minhas mãos, as primeiras edições d’Os Cinco, d’Os Sete e outros da mesma altura. Adorei voltar a  pegar neles, sentir a textura e o cheiro dos livros que me encantaram quando era uma gaiata e mais ainda porque a minha filha também já os leu.

Arrumei as estantes o ano passado quando fiz anos, irei novamente arrumá-las quando mudarmos de casa (que esperamos seja em breve). Há um ano consegui que todos coubessem nas prateleiras. Neste momento já há duas ou três pilhas de livros à espera da mudança. Provavelmente nessa altura irei voltar a arrumar por autores. Se não… será por ordem de leitura. Talvez até consegui criar uma zona no meu quarto para os livros que ainda não li.

E a biblioteca, aquele que é o meu sonho?

Bem, um dia lá chegarei. Ainda me falta um longo caminho até ter a biblioteca com que sempre sonhei, mas livro a livro lá chegarei. E mesmo que não a chegue a ter, terei em mim todos os livros que li.

E morrerei, um dia, feliz por os ter lido.

 

E já agora, que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Convido-vos ainda a ver Olha que ideia que sim senhor - Jantar de Natal Sapo Blogs (e outros também)

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930