Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Carta Proibida

por Magda L Pais, em 07.09.18

6569295.jpg

A Carta Proibida de Lisa T. Bergren

Os Dotados #1

ISBN: 9789722908788

Editado em 2007 pela Difel

Sinopse

O ano é 1339 e um segredo com meio milénio está prestes a ser exposto. Séculos antes, a Igreja compilou as cartas escritas por Paulo com outros textos para formar a fundação do cânone cristão, que acabou por se tornar a Bíblia que conhecemos hoje. Mas o que o mundo não sabe é que Paulo pode ter escrito outra carta - uma carta que fala de homens e mulheres que, embora filhos de homens, possuem dons espirituais misteriosos. Quando um monge, reivindicando inspiração divina, copiou esta missiva não canonizada - e a ilustrou com a visão magnificente de uma bela mulher, que a profecia dizia ser a primeira dos Dotados -, foi submetido a uma morte ardente.

Mas, de alguma forma, a carta sobreviveu...

Agora, gerações depois, chegou a altura de os Dotados se reunirem. A bela curandeira, o sábio sacerdote, o cavaleiro com fé suficiente para abandonar a Igreja - todos regressarão a Siena para enfrentar inimigos dentro e fora das suas próprias fileiras. Mas, à medida que os seus dons se tornam mais fortes, cresce também o poder daqueles que querem destruí-los. Têm de correr contra o tempo para encontrar os restantes Dotados e para decifrar a profecia que adivinhou a sua chegada. Pois apenas através da combinação dos seus poderes conseguirão escapar àqueles que estão decididos a destruí-los e revelar o segredo da carta que determinará o destino da Igreja... e do mundo.

A minha opinião

Há livros que nos agradam pela história. Pelas personagens. Pela envolvente. Pela pesquisa que se vê que o autor fez. Pela escrita. Mas depois há casos em que, mesmo que tudo isso nos agrade, o livro é de leitura difícil, não nos prende nem nos agarra. Custam a ler apesar de estarmos a gostar. 

A Carta Proibida é um desses casos. Uma boa história, personagens interessantes, algum suspense, um enredo bem engendrado, muita pesquisa feita pela autora. Mas não me prendeu, não me fez abstrair de tudo o que me rodeia.

Creio que parte do problema estará na religiosidade excessiva. Demasiadas passagens bíblicas, demasiada intervenção divina, demasiadas orações. Não me entendam mal, considero-me católica mas parece-me que há um excesso excessivo de Deus neste livro (e sim, foi propositado para entenderem o que quero dizer) o que o torna pesado e pouco atraente.

Também não ajuda o facto do ritmo ser lento. Passam-se páginas e páginas em que a acção é mínima ou inexistente, que estamos por ali a navegar sem rumo e sem perceber exactamente para onde vamos.

Apesar disso tudo, cheguei ao fim deste primeiro livro com vontade de ler o seguinte, vamos lá ver se há melhorias ou não. Depois vos conto.

 

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sorriste-me

por Magda L Pais, em 07.09.18

IMG_4958.jpg

Sorriste-me de Joana Veríssimo

Edição de autor

Sinopse

(sem sinopse)

A minha opinião

Pediu-me a Joana que lesse este seu segundo livro e que desse a minha opinião sincera. Sendo sempre esse o propósito deste blog – opiniões honestas e sinceras sobre livros – decidi aceitar a proposta e hoje tive oportunidade de o ler.

Sorriste-me fala, de uma forma intimista, do amor entre Laura e Pedro, dois jovens desconhecidos que se apaixonam à primeira vista. A escrita demonstra ainda alguma necessidade de aperfeiçoamento aqui e ali, mas no geral está bem encaminhada. É um livro romântico (e logo eu que sou a pessoa menos romântica à face da terra…), que se lê bem, que nos entretém e que distrai.

Creio que Sorriste-me será mais uma ode ao amor do que propriamente uma história de amor. E digo isto porque, na realidade, o livro fala nos sentimentos que ambos têm, omitindo (deliberadamente ou propositadamente?) a história em sim. Claro que há momentos de história mas focando sempre no que ambos estavam a sentir. Não que isto seja negativo, que não é, mas acaba por não ser claro, para o leitor, o que se passou entre Laura e Pedro.

E sendo uma ode ao amor (mais que uma história) os dois ou três diálogos que aparecem no livro, que seguem a mesma linha são pouco naturais (como são pouco naturais as frases que sussurram um ao outro em determinados momentos).

Por fim, as introduções a cada um dos capítulos interrompem a leitura e fazem com que se “perca o fio à meada”.

Sorriste-me é um livro romântico, escrito para românticos. Se eu que sou a menos romântica do mundo gostei de o ler, vocês, os românticos, também vão gostar.

Podem adquirir o livro contactando a Joana aqui

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Setembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30