Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O poço das sombras

por Magda L Pais, em 12.10.18

Download-O-Poco-das-Sombras-Cronicas-de-Bridei-Vol

O Poço das Sombras de Juliet Marillier

As Crónicas de Bridei #2

Editado em 2011 pela editora 11 X 17

ISBN: 9789722522502

Lido em 2015

Sinopse

Em missão secreta na Irlanda por ordem do Rei Bridei de Fortriu, Faolan tem também de dar a notícia da morte de um bravo guerreiro. Porém, o principal assassino e espião de Bridei tem de enfrentar os demónios do passado sombrio da sua família com resultados inesperados.

Quando segue o rasto de um poderoso clérigo cristão que pode ser uma ameaça para a estabilidade do reino pagão de Bridei, Faolan torna-se responsável por uma criança, um cão e Eile, uma jovem perturbada e desconfiada.

Para Eile, a viagem a Fortriu é uma confrontação. Acostumada a uma vida de privações e labuta, a jovem vê-se perante um mundo estranho, cheio de lições novas, onde o principal desafio é aprender a confiar nas pessoas. Na corte de Bridei, em Monte Branco, notícias perturbadoras vindas do reino vizinho de Circinn, levam o Rei a convocar a conselho os seus chefes-de-guerra. Após o desaparecimento do principal conselheiro de Bridei e a morte trágica de uma jovem criada, a ameaça provocada pela influência cada vez Maior da Cristandade parece ser o menor dos perigos... 

A minha opinião

Termina, com este livro, a trilogia As crónicas de Bridei e, como é habitual nos livros desta autora, fiquei com vontade de continuar a acompanhar as aventuras e desventuras de todas as personagens. N’O Espelho Negro, acompanhamos a vida de Bridei, que, aos quatro anos, é entregue a Broichan para ser educado para se tornar o novo rei e de como Tuala e Bridei se apaixonam e os problemas que tiveram de enfrentar antes de poderem ficar juntos. N’a Espada de Fortriu é a vez de Ana e Drustan que se apaixonam em condições adversas mas que, com a ajuda de Faolan e de Deord, conseguem fugir para Monte Branco e ficar juntos. Em simultâneo, Bridei vai para a guerra com os Celtas para que os seus domínios fiquem livres da sua influência.

Neste último livro, Faolan, depois de deixar Ana e Drustan na corte, em segurança, resolve enfrentar o passado e vai na direcção do seu país natal. Mas antes tem um recado de Deord para entregar à irmã deste. Quando chega a casa de Deord conhece Eile, a jovem filha de Deord e de quem ele nunca tinha falado antes. Aos 15 anos, Eile, violentada desde tenra idade pelo tio, tem uma filha, Saraid, com apenas 4 anos. Quando Faolan se apercebe, Eile e Saraid já estão à sua guarda e acompanham-no no regresso a casa onde Faolan vai enfrentar os seus maiores pesadelos.

Entretanto na corte de Bridei, o primo e a irmã de Ana chegam para o conselho de chefes que Bridei convocou. Será que Breda poderá ser a nova refém do reino, tal como Ana ou será que o seu feitio não se coaduna com a vida numa corte informal como é a corte de Bridei?

Confesso que, dos três livros, este foi o mais interessante e o que mais me prendeu. De tal modo que ontem à noite me esqueci de me ir deitar…

Para quem gosta de leitura do fantástico, esta é, sem dúvida, uma trilogia a ler e uma autora a acompanhar.

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

e

Não se esqueçam de nomear os vossos blogues favoritos para os Sapos do Ano 2018

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Noite Silenciosa

por Magda L Pais, em 10.10.18

23149970.jpg

Noite Silenciosa de Sherrilyn Kenyon

Predadores da noite #15

ISBN: 9789897101120

Editado em 2014 Edições Chá das Cinco

Sinopse

Stryker já avisou que está a reunir as suas forças.

Enquanto o mundo avança inconsciente, Stryker, que lidera um exército de demónios e vampiros, conspira para lançar uma ofensiva contra os seus inimigos — que, infelizmente para nós, incluem toda a raça humana.

Para vingar a sua irmã, Stryker prepara-se para aniquilar os Predadores da Noite. Mas as coisas começam a correr mal quando o seu inimigo mais antigo regressa. Eis que chega a sua ex-mulher, Zephyra. Precisamente quando achava que nada o poderia parar, vê-se embrenhado numa guerra secular com uma mulher que dá um novo significado à palavra «dor».

Estão a ser traçadas novas linhas de batalha, enquanto os Predadores da Noite se reúnem para uma novo confronto, numa Noite Silenciosa.

A minha opinião

É, talvez, o livro mais pequeno da série e, ao mesmo tempo, o que menos me prendeu. Desconfio que parte do problema terá sido a falta de situações mais humorísticas na história... Mas outra parte terá mesmo a ver com a dimensão do livro e com demasiadas coisas/personagens envolvidas, tornando alguns momentos mais confusos. Creio que há situações que mereciam ser melhor exploradas ou, talvez, com menos envolvidos de cada vez.

Por outro lado, Noite Silenciosa - entre mitologia, romance, paranormal, erotismo - mostra-nos que os maus tem um lado bom e que os bons podem ter um lado mau. Que há sempre duas versões da mesma história e que, nem sempre, o que nos parece ser a verdade, será mesmo assim. (Re)aprender tudo isto num livro de fantasia é inesperado mas também bastante positivo.

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

e

Não se esqueçam de nomear os vossos blogues favoritos para os Sapos do Ano 2018

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prazer da Noite

por Magda L Pais, em 09.10.18

13569002.jpg

Prazer da Noite de Sherrilyn Kenyon

Predadores da noite #2

ISBN: 9789897100314

Editado em 2009 pelas Edições Chá das Cinco

Sinopse

Nunca o romance e o paranormal se encontraram tão bem como nos livros de Sherrilyn Kenyon. Sensuais e perigosos, eles estão de volta... são os Predadores da Noite.

“Querida leitora,

Alguma vez quis saber como era ser imortal? Viajar pela noite caçando os vampiros que perseguem os humanos? Ter riqueza e força ilimitadas? Essa é a minha vida e é escura e perigosa. Sou herói de milhares, mas ninguém me conhece. E adoro todos os minutos. Pelo menos era o que eu pensava até que, certa noite, acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher conservadora, de camisa apertada de cima a baixo. Ou, no caso de Amanda, abotoada até ao queixo. É inteligente, sensual, espirituosa e não quer ter nada a ver com o paranormal, por outras palavras, comigo. A minha atracção por Amanda Devereaux vai contra tudo aquilo que represento. Já para não dizer que, da última vez que me apaixonei, isso me custou não só a minha vida humana como a minha alma. Ainda assim, sempre que olho para ela, dou por mim a desejar tentar de novo. A desejar acreditar que o amor e a lealdade existem. Ainda mais perturbador, dou por mim a perguntar se haverá alguma forma de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes da guerra são profundas, e cujo coração foi ferido por uma traição tão selvagem que não sei se voltará a bater de novo.”

Kyrian da Trácia

A minha opinião

Entre outras, a grande vantagem de ter vários livros para ler é que, de vez em quando, dá vontade de ler vários livros da mesma autora e podemos tê-los, ali, à nossa espera. Foi o que me aconteceu com o regresso a Sherrilyn Kenyon e à sua saga Predadores da Noite, que tem a grande vantagem de poder ser lida pela ordem que quiserem. Eu ando a saltar de trás para a frente e da frente para trás, ao sabor do que vou encontrando na estante. O único senão é sabermos que determinados casais estão juntos antes de lermos como se juntaram. Mas, enfim, são romances com finais felizes, tínhamos algumas dúvidas que as coisas iam acabar assim?

Não são o supra sumo dos livros, não são obras de literatura capazes de ganhar um Nobel ou outro prémio do género mas são, sem dúvidas, livros a ler pelos fãs de romance, do paranormal e fantasia, mitologia e realidade e até para quem gosta de erotismo em medidas certas (e relembro que nem todos os escritores conseguem que os seus livros sejam eróticos sem roçar a pornografia ou, ainda pior, a pornochachada).

Prazer da Noite é aquele livro que, apesar de sabermos que é tudo mentira - é fantasia, certo? em todos os aspectos! - conseguimos sentir a angustia das personagens, a dor da traição e da tortura. É desta matéria que se fazem bons livros e bons autores. Mas não só. Sherrilyn Kenyon não se limita a debitar factos. Conta-nos uma história, várias histórias em simultâneo, explica-nos com funciona o mundo que criou, mas de uma forma de tal modo discreta que vamos percebendo as suas regras sem que nos apercebamos.

Porque, no fim, só nos apercebemos, já acabamos o livro e está na altura de escolhermos o próximo.

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

e

Não se esqueçam de nomear os vossos blogues favoritos para os Sapos do Ano 2018

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jogos na Noite

por Magda L Pais, em 08.10.18

10320746.jpg

Jogos na Noite de Sherrilyn Kenyon

Predadores na noite #6

ISBN: 9789898032966

Editado em 2011 pelas Edições Chá das Cinco

Sinopse

Bride McTierney está farta de homens. São reles, egocêntricos e nunca a amam pelo que ela é. Mas embora Bride tenha orgulho na sua independência, no fundo deseja o seu príncipe encantado. Apenas nunca pensou que este pudesse ocultar-se sob uma pele de lobo!

Alguém tão perigoso e atormentado como Vane Kattalakis não é quem parece. Um Predador do Homem na forma de lobo, ele é um alvo a abater pelos muitos inimigos. Vane não está à procura de uma parceira, mas as Parcas marcaram Bride como sua. Agora tem três semanas para a convencer de que o sobrenatural é real ou perderá o respeito dos seus pares.

Mas como é que um lobo convence uma mulher a confiar-lhe a vida quando tem inimigos na sua peugada? Num mundo tão cruel como o dos Predadores humanos, o amor fará alguma diferença?

A minha opinião

Nathy anda sem vontade de ler e portanto resolvi desafiá-la para uma leitura conjunta. Como é que funciona? bem, é simples, começamos a ler ao mesmo tempo e depois partilhamos a opinião nos nossos blogues, no mesmo dia e hora (por isso, em terminando aqui, podem lá ir ver o que ela achou). Foi um instantinho, dois dias e pouco e acabamos as duas de ler o livro. O que é que isto pode indicar dum livro? que é excelente, de leitura fácil e agradável e que ficamos com vontade de ler mais.

(valha-me que acabei de descobrir que tenho mais 4 livros desta série para ler. Um já comecei e os outros 3 tenho de os ir descobrir algures nas estantes aqui por casa).

Já todos sabem, por esta altura, que fantasia é um dos meus géneros favoritos. Não sei bem explicar porquê, sei que ler fantasia é quase como que regressar a casa (então quando é Anne Bishop, é mesmo chegar a casa). A saga Predadores na noite é fantasia. Muita mas mesmo muita fantasia, misturada com romance e erotismo (quem disse que o erotismo não pode acontecer na fantasia?), com algum humor

(infelizmente quem vai no comboio ao meu lado enquanto me rio sozinha dos livros pode não concordar que seja boa ideia)

e histórias com pés e cabeça, tanto quanto é possível numa história fantástica. Em todos os sentidos.

Jogos na Noite - tal como outros da série - traz-nos personagens fortes, mulheres que sabem o que querem e não querem, e homens capazes de tudo por quem amam. Traz algum drama familiar (pais que se tentam matar um ao outro?...), tudo embrulhado numa escrita salutar, simples e que atrai.

É claro que qualquer livro desta saga não é uma obra prima nem sequer o melhor livro do ano ou, quiçá, do século. São livros simples, que distraem porque não nos obrigam a pensar muito e que nos entretêm por umas horas e que, no fim, quando o fechamos, pensamos que foram, efectivamente, umas horas bem passadas. E é tão bom quando isto acontece!

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

e

Não se esqueçam de nomear os vossos blogues favoritos para os Sapos do Ano 2018

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Leitura Alheia: Rugas

por Magda L Pais, em 08.10.18

17740335.jpg

Rugas de Pablo Roca

ISBN: 9789722525992

Editado pela Bertrand Editora em 2013

Sinopse:

Emílio, um bancário reformado, sofre da doença de Alzheimer e é internado num lar de terceira idade. Rodeado de vários outros idosos, cada um com um quadro «clínico» distinto e com uma personalidade bem vincada, vai aprendendo as diversas estratégias para combater o tédio e a erosão da rotina. Ao mesmo tempo, Emílio e os seus companheiros vão tentando introduzir, num quotidiano marcado por medicamentos, refeições, «terapias ocupacionais» e sestas de duração indefinida, alguns vislumbres de encanto e alegria de viver.

A opinião da Isaura (que podem acompanhar neste canal do Youtube)  

Opinião:

O blogue deu-me a conhecer novos autores, novos géneros de leitura. E este foi um deles. Até então desconhecia as graphic novels e, confesso, que até fui um pouco conservadora nesse aspecto. Mas arrisquei. Estou cada vez mais a gostar de ler Gaphic Novels. Já li algumas e têm sido leituras muito agradáveis.

Já tinha visto este livro pelo Goodreads e fiquei curiosa pela temática abordada: o envelhecimento. Até que o descobri na biblioteca da minha zona e veio comigo. Tinha mesmo que o ler. Já me tinham recomendado várias vezes este livro e soube logo que acertei nesta escolha.

E acertei mesmo. É um livro fantástico, com uma história maravilhosa. É certo que ainda só li 4 graphic novels, mas este é de longe o melhor que já li. Aborda o envelhecimento, a solidão, e amizade e o amor no seu estado mais puro.

Emílio tem a doença de Alzheimer e é internado num lar de terceira idade. Contudo, Emílio não se revê muito naquilo que encontra. Idosos envoltos em solidão e acções mecânicas (comer, dormir), ambiente sombrio. Contudo, Emílio conhece algumas pessoas que o ajudam a ultrapassar a monotonia.

É fantástico como vemos a amizade entre personagens crescer e evoluir de uma forma bonita. Miguel, o companheiro que é um pouco aproveitador e oportunista. Um casal em que o marido tem Alzeimer e a sua esposa lhe conta uma história da altura de namoro apenas para o fazer sorrir. Uma senhora que não ia sozinha a lado nenhum pois tinha medo de ser raptada por marcianos, entre muitas outras.

Não há mais palavras. Há que ler e reler.

Recomendo.

Classificação: 

Leia aqui as primeiras páginas

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

(às 9h30 de segunda feira, leituras alheias traz-vos opiniões sobre livros de outros bloggers ou amigos)

e

Não se esqueçam de nomear os vossos blogues favoritos para os Sapos do Ano 2018

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031