Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Uma Terra Chamada Liberdade

por Magda L Pais, em 19.09.19

29219054._SY475_.jpg

Uma Terra Chamada Liberdade de Ken Follett

ISBN: 9789722357715

Editado em 2016 pela Editorial Presença

Sinopse

Condenado à nascença a uma vida de escravidão, Mack McAsh vê-se forçado a trabalhar nas minas de carvão da Escócia, no ano conturbado de 1766. Porém, Mack não perde a esperança de ser livre. Inesperadamente, encontra uma aliada. Lizzie Hallim é a bonita aristocrata rebelde e determinada que, apesar da sua condição, também se encontra aprisionada em intrigas e jogos de poder. Devido às ideias progressistas de Mack, Sir George, senhor das terras e dono da mina, dificulta-lhe a vida, obrigando-o a fugir. Num volte-face é Lizzie quem o ajuda.

Os dois jovens não sabem que em breve a paixão será tão avassaladora no velho mundo como no novo.

Das minas de carvão da Escócia às sujas ruas da Londres, passando pelas plantações de tabaco na Virgínia, os dois enamorados querem apenas conquistar algo para as suas vidas: a liberdade.

A minha opinião

Estava com saudades de ler Ken Follett, um dos meus autores favoritos, principalmente na categoria romance histórico. Uma Terra Chamada Liberdade não desiludiu e permitiu mitigar algumas das saudades.

Cada livro de Ken Follett é uma viagem no tempo, envolvendo-nos de tal modo que, por algumas páginas, descemos às minas de carvão e sentimos o medo na pele. Por algumas páginas somos Mack. E somos Lizzie quando entra na água do rio para salvar Mack. Noutras páginas somos outras personagens, envolvidas na leitura de tal modo que nos esquecemos de olhar em volta e de perceber que não estamos ali, na Escócia ou em Londres. 

Numa escrita sempre intensa e envolvente, Ken Follett consegue que amemos e odiemos a mesma personagem - Jay - dando-nos, a determinada altura, vontade de sermos nós a espanca-lo (quase literalmente).

Sempre que leio Ken Follett consigo embrenhar-me na história de uma forma que poucos autores conseguem. Mesmo quando os livros não são muito grandes (e este não chega às 500 páginas) é como se o mundo inteiro estivesse lá dentro.

E que bem que sabe ler um livro assim.

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

Já nomeaste os teus blogs favoritos para os Sapos do Ano 2019?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Setembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930