Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Rapariga Sem Nome

por Magda L Pais, em 18.12.19

a rapariga sem nome.jpg

A Rapariga Sem Nome de Leslie Wolfe

(Agente especial Tess Winnett #1)

Tradução: Carla Ribeiro

ISBN: 9789898907745

Editado em 2019 pela Alma dos Livros

Sinopse

Os olhos azuis vidrados, o belo rosto, inerte, coberto de cintilantes grãos de areia. Os lábios entreabertos, como que para libertar um último suspiro. Quem é a bela rapariga encontrada ao amanhecer numa praia deserta? Qual é o seu segredo?

A agente especial Tess Winnett, do FBI, procura incessantemente respostas. A cada passo, a cada nova descoberta, desvenda factos perturbadores que conduzem à mesma conclusão: aquela não foi a única vítima. O assassino que procuram já matou antes.

Escondendo também um terrível segredo, a agente Tess Winnett enfrenta os seus receios mais profundos, numa emocionante corrida para apanhar o assassino, que se prepara para acabar com outra vida. Descobri-lo-á a tempo? Será capaz de o deter? A que preço?

AS REGRAS DO JOGO MUDARAM.

TAL COMO A DEFINIÇÃO DE SERIAL KILLER.

TODOS DESEJAMOS TER ALGUÉM. MAS ESTAREMOS DISPOSTOS A MORRER POR ISSO?

A agente especial Tess Winnett é apaixonada, ousada, forte e temperamental. Não hesita em arriscar a vida, numa busca incessante por toda a verdade e por um seria killer cruel que anda a tirar vidas sem piedade. Inteligente, desenvolta e teimosa, Tess levará os leitores numa memorável e aterradora investigação neste empolgante e apaixonante thriller.

A minha opinião

Desde que este livro saiu que tinha vontade de o ler. Nem sei bem se por causa da capa, da sinopse ou se duma mistura de ambos. Calhou lê-lo agora, depois de o ir buscar em ebook à loja da Kobo.

A Rapariga Sem Nome é um thriller que revolta o estômago. Houve ali um momento em que estava a tomar o pequeno almoço e tive de decidir entre ler o livro e comer porque as duas actividades não me pareceram compatíveis dadas as descrições. No outro extremo, A Rapariga Sem Nome fez-me sorrir num ou outro momento, provando, mais uma vez, que é possível, mesmo nos livros mais sombrios, haver apontamentos de humor.

A escrita é bastante fluida e a história prende-nos, da primeira à última página. Mas, ainda que nos prenda, acaba por não ter as reviravoltas que são habituais neste tipo de livro dado que o criminoso é "descoberto" praticamente a meio do livro de forma demasiado fácil (ou pelo menos foi o que me pareceu).

Ainda assim, e apesar disso, foi uma leitura que valeu a pena. 

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Dezembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031