Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Plano Nacional de Leitura 2027

por Magda L Pais, em 19.02.20

Fui convidada pelo PNL para dar o meu testemunho sobre esta minha paixão pelos livros no âmbito da semana nacional de leitura que se irá realizar de 9 a 13 de Março deste ano.

Sou apaixonada por livros quase desde que nasci e penso que até me ajeito a escrever sobre eles. Agora falar para câmaras, sozinha é que, de facto, não é bem a minha praia. Mas pronto, foi o que se conseguiu e por isso vejam lá o vídeo.

 

 

 

 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Pecado de Porto Negro

por Magda L Pais, em 10.02.20

pecado.jpg

O Pecado de Porto Negro de Norberto Morais 

ISBN: 9789896419592

Editado em 2019 pela Relógio D'Água

Sinopse

Porto Negro, conhecida entre os marinheiros do mundo como a Cidade do Amor Vadio, é um lugar remoto, plantado no coração dos trópicos, onde, durante o dia, dizem, cheira ao suor da vida dos homens e, à noite, ao perfume das mulheres da vida.

Em Porto Negro vive Santiago Cardamomo, um jovem estivador que divide o tempo livre que tem entre os bares do porto e a cama das mulheres que nunca lhe faltam. Em Porto Negro vive Ducélia Trajero, a filha donzela do açougueiro da terra, em quem o pai deposita todas as esperanças e que sonha com Santiago desde o primeiro dia em que o viu. Em Porto Negro vive também Rolindo Face, o mesquinho empregado do açougue, que jurou a si mesmo que a filha do patrão haveria de ser sua, custasse o que custasse.

Amor, ódio, ciúme e vingança misturam-se numa trama que percorre mais de meio século e envolve personagens tão diversas quanto uma antiga escrava que aguarda num palacete em ruínas o regresso do seu amo; um foragido da justiça que vive uma relação clandestina para esquecer o passado; e um mulato adamado que trabalha na mais afamada casa de passe do Bairro Negro e que, nas desertas horas da madrugada, se perde pelo porto à procura de afecto.

O Pecado de Porto Negro, obra finalista do Prémio LeYa e semifinalista do Prémio Oceanos, é um mosaico de histórias que se vão encadeando para construir um romance sobre o carácter circular do tempo e aquilo que em nós há de mais primitivo, profundo e humano.

A minha opinião

Apesar de ter sido editado em 2014, só muito recentemente comecei a ouvir falar deste livro em vários lados. E como a curiosidade foi grande, resolvi pedir o livro emprestado a uma amiga.

Em boa hora o fiz.

O Pecado de Porto Negro tem uma escrita diferente do normal. Nem melhor nem pior, nem mais elaborada ou mais simples, apenas diferente. E, se ao inicio se estranha, depois entranha e ficamos presos ao livro, com sérias dificuldades em imaginar ler outro livro ou outra história.

Em O Pecado de Porto Negro, a construção das personagens é feita ao detalhe, com a sua história a envolver-nos como num abraço de onde não queremos sair. O Pecado de Porto Negro é uma história dramática, envolvente, e com um ou outro momento de humor. O humor, em doses certas, melhora todos os livros.

Sem dúvida um dos melhores livros de autores portugueses que li nos últimos tempos.

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ele e Ela

por Magda L Pais, em 09.02.20

ele e ela.jpg

Ele e Ela de Catarina Reis

ISBN: 978-989-779-306-6

Editado em 2020 pelas Edições Vieira da Silva Lda

Sinopse

Ele trabalha demais. Ela abdicou de tudo em prol dos filhos.

Os anos foram passando e um fosso cresceu entre eles sem que se apercebessem.

Agora com os filhos adultos ela depara-se com uma vida solitária. O marido tornou-se um estranho.

Ele não reconhece a esposa que o espera em casa. Olha para ela e questiona-se onde está a mulher que ele tanto admirava.

Das discussões passam simplesmente a ignorarem-se.

Será que ainda existe alguma coisa a salvar? Conseguiram evitar o divórcio?

A minha opinião

A nossa Catarina escreveu um livro e, se mais razões não houvessem, um livro é sempre um livro que merece ser lido e, portanto, hoje de manhã peguei nele e li-o de uma só vez enquanto comia duas ou três torradas.

Ele e Ela conta a história de tantos mas tantos casais, separados pelo trabalho e pelos filhos e que chegam a um ponto que, apesar do amor que uma vez os uniu, não consegue ser suficiente para manter um casamento, principalmente quando não conseguem contrariar a tendência.

Sendo o primeiro romance da Catarina, está escrito de forma exemplar, sem tempos mortos, tornando a leitura agradável, mesmo para o leu de seguida como eu. Não está demasiado desenvolvido (e, de facto, em alguns momentos senti falta dum maior desenvolvimento) mas, por outro lado, a história essencial está lá.

Ele e Ela está escrito a duas vozes. Teria sido agradável que cada voz tivesse a sua própria forma de pensar (afinal não pensamos/falamos/escrevemos todos da mesma maneira) mas, lá está, é a primeira aventura da Catarina e, precisamente por isso, há ainda margem para melhorar para o próximo.

É só continuar com o bom trabalho.

Parabéns Catarina!

 

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Fevereiro 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829