Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Armazém

por Magda L Pais, em 04.12.19

armazem.jpg

O Armazém de Rob Hart

ISBN: 9789897731754

Editado em 2019 pela Saída de Emergência

Sinopse

A CLOUD NÃO É APENAS UM LUGAR PARA TRABALHAR. É UM LUGAR PARA VIVER. E QUANDO LÁ SE ENTRA NUNCA MAIS SE QUER SAIR.

Paxton nunca pensou que trabalharia como segurança para a Cloud, o gigante da tecnologia que domina a economia americana depois do desaparecimento do comércio tradicional na sequência de uma série de assassínios em massa. Muito menos que se mudaria para as instalações em expansão onde é possível viver e trabalhar. Mas quando se compara com tudo o resto que existe, a Cloud não é assim tão má. E quando conhece Zinnia, as coisas melhoram com a esperança de um futuro partilhado.

Mas Zinnia não é o que parece. E Paxton, com acesso a credenciais de segurança, é o peão perfeito para ela descobrir os segredos mais negros da empresa. À medida que a verdade sobre a Cloud se vai revelando, ambos terão de perceber até onde a empresa está disposta a ir para tornar o mundo num lugar melhor.

O Armazém é um thriller brilhante sobre um futuro próximo e o que acontece quando o Big Brother se junta ao Big Business... e quem pagará o preço final.

A minha opinião

Deixem-me começar por resumir este livro numa palavra:

ASSUSTADOR

Quantos casos conhecem em que, nas empresas, os trabalhadores tem horas para ir ao xixi? que picam o ponto à entrada e saída? onde as classificações mais baixas dão direito a despedimento? Ou onde os empregados que se dão bem são separados para não conversarem?

Ou, no outro extremo, quantas empresas conhecem que já tem, nas suas instalações, um ginásio, refeitório, cafetaria, máquinas multibanco, enfermaria e médico para facilitar a vida dos empregados?

A Cloud é exactamente isto. Uma empresa que junta tudo o que de bom e mau existe no mundo empresarial de hoje, levando ao extremo vários conceitos: os seus empregados vivem nas instalações, podendo sair muito esporadicamente. A monotonia no trabalho (representada de forma brilhante em alguns momentos do livro)...

MEDO!

O Armazém é 1984 revisto, aumentado e com demasiadas parecenças com a realidade actual para que possa ser lido sem medo.  A constante busca por preços mais baixos, o consumismo,

O Armazém mostra-nos uma sociedade consumista e comodista, que não questiona como os bens lhe chegam - desde que cheguem e que não percebe que é desta forma que se acaba com o comércio tradicional e se fica refém de uma só empresa que, depois, faz o que quiser.

Uma narrativa a três vozes -  Zinnia, Paxton e Gibson Wells, o CEO da Cloud - que nos vai prendendo, página a página, com reviravoltas inesperadas (confesso que uma delas me deu volta ao estômago de tão inesperada que é) e que torna O Armazém de leitura imprescindível.

 

Classificação: 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

Já votaste para o novo nome dos Sapos do Ano?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Styxx

por Magda L Pais, em 28.11.19

styxx.jpg

Styxx (parte II) de Sherrilyn Kenyon

Predadores da Noite #23

ISBN: 9789897103520

Editado em 2019 pelas Edições Chá das Cinco

Sinopse

Conseguirá Styxx voltar a confiar depois de onze mil anos de traição?

Depois de séculos a lutar contra Acheron, Styxx tem finalmente a oportunidade de provar a sua lealdade ao irmão, juntando‑se a ele na busca pelo antigo mal que foi libertado e que está à procura de vingança. Mas Styxx não confia facilmente, e o desafio de lutar ao lado do irmão revela‑se uma tarefa digna dos deuses.

Porém, a realidade nem sempre é tão clara como parece, e quando Bethany surge novamente na vida de Styxx, o guerreiro terá de escolher entre a mulher que um dia foi dona do seu coração e o irmão em quem está a aprender a confiar.

Conseguirá Styxx pôr o passado de lado e confiar naqueles que poderão salvar o mundo? Ou o destino da humanidade está em risco devido a séculos de traição?

A minha opinião

Correndo o risco de repetir o que disse quando li a primeira parte deste livroStyxx é o melhor livro da série predadores da noite. Sherrilyn Kenyon consegue que, depois de tantos livros a odiar Styxx, deixemos esse ódio de parte e se consiga ver o seu lado da história (seguindo, aliás, o conselho de Acheron, que nos diz - em quase todos os livros, que cada história tem tantos lados quantos aqueles que estão envolvidos, para além da verdade do que realmente aconteceu).

Styxx revolta o estômago. Está tão bem escrito assim. Por mais que pensemos que é apenas um livro, as descrições das torturas a que Styxx é sujeito durante anos (mais 3 anos que Acheron) revoltam o estômago. Da mesma forma que o amor e carinho entre Bethany  e Styxx nos aquece o coração (ainda que seja um cubo de gelo como o meu...)

A empatia que sentimos com Styxx é tão real que dei por mim a sorrir com as suas pequenas conquistas e a arrepiar-me com o seu sofrimento. 

E, quando finalmente estava a chegar ao fim da leitura (apenas 48 horas depois de a ter começado, apesar das suas quinhentas e poucas páginas), fiquei com aquela sensação de que já tinha saudades - a dum livro que vai precisar que eu faça o seu luto, que o absorva sem o macular com outra leitura desta série.

Sem dúvida que Styxx (ambas as partes) está no top 5 dos livros lidos este ano (e sim, vou só considerar como um livro apesar de ter sido editado em duas partes).

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

Já podes votar nos finalistas dos Sapos do Ano 2019

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Desonra de D. Afonso VI

por Magda L Pais, em 07.11.19

50 anos/50 perguntas. Já fizeste a tua?

afonso.jpg

A Desonra de D. Afonso VI de Jorge Sousa Correia

ISBN: 9789897244926

Editado em 2019 pelo Clube do Autor

Sinopse

Afonso VI não era para ser rei. Precedia-o um irmão mais velho, D. Teodósio, que não resistiu à doença, deixando o reino para o irmão, cujas deficiências físicas e mentais eram evidentes.

É este reinado, controverso e conturbado, que encontramos no novo livro de Jorge Sousa Correia, autor de vários romances históricos sobre grandes reis da nossa História.

Afonso VI foi aclamado rei após a morte de D. João IV, mas só reinaria a partir de 1662, depois de a mãe, D. Luísa de Gusmão, deixar a regência do reino. O rei foi acusado de impotência pela mulher, esposa impúdica e adúltera que, dando as mãos a D. Pedro, irmão desleal e ambicioso, arrancou da cabeça do Rei a coroa para colocá-la na cabeça do Infante.

Mas houve mais, e este acabaria por ser acusado dos piores pecados num julgamento orquestrado pela rainha, pelos jesuítas e pelo poderoso duque de Cadaval.

Depois das inclinações vis, os gostos obscenos, as fúrias violentas, ficou a D. Afonso VI a mansidão e a loucura obediente, até que uma qualquer decisão o fizesse desaparecer para sempre. Esse dia chegaria na forma de desterro.

A minha opinião

Quando andava no ciclo e tinha aulas de História, confesso que me fartava com rapidez. Aquilo era debitar acontecimentos - às vezes com algumas explicações e pronto. Toca a empinar a matéria e siga para os testes.

Hoje os romances históricos fazem parte das minhas leituras favoritas, principalmente quando são de qualidade como é o caso D'A Desonra de D. Afonso VI.

Achei curiosa - e bastante interessante - a forma como a história é contada. Um monologo do camareiro-mor de Afonso VI, em conversa com um seu vizinho, a quem conta a vida deste rei física e mentalmente fraco, desde que foi acometido duma doença na infância, a morte de quem devia suceder a seu pai e a regência de sua mãe.

Confesso que houve momentos em que me senti incomodada com as atitudes deste rei... que reinou ali algures no século XVII e que, na realidade, não me afectam. O realismo com que o texto está escrito leva-nos a que nos sintamos próximos do rei e dos seus amigos infames. E, da mesma forma que odiamos este malfadado rei, também nos compadecemos da forma como foi mantido, nos últimos anos de vida, encerrado num pequeno quarto em Sintra.

A Desonra de D. Afonso VI, ao mesmo tempo que entretém, ensina-nos parte da nossa história. E de uma forma fácil, nada comparada com os manuais escolares que tínhamos de empinar. Assim até dá gosto ler e aprender.

Leiam, que não se vão arrepender.

Leia aqui as primeiras páginas

(este livro foi-me oferecido pelo Clube do Autor em troca duma opinião honesta e sincera)

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

Já podes votar nos finalistas dos Sapos do Ano 2019

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Deuses Americanos

por Magda L Pais, em 21.10.19

um.PNG

Deuses Americanos – Sombras de Neil Gaiman, P. Craig Russell e Scott Hampton

Deuses Americanos #1

ISBN: 9789897731266

Editado em 2018 pela Saída de Emergência

Leia aqui as primeiras páginas

Sinopse

Shadow Moon sai da prisão e descobre que a sua mulher morreu. Derrotado, falido e sem saber para onde ir, conhece o misterioso Sr. Wednesday, que o emprega como guarda-costas, empurrando Shadow para um mundo mortífero onde fantasmas do passado regressam da morte e onde uma guerra entre deuses está iminente. O romance vencedor de prémios Hugo, Bram Stoker, Locus, World Fantasy e Nebula que deu origem ao sucesso televisivo da Starz, com autoria de Neil Gaiman, é adaptado como novela gráfica pela primeira vez!

Compilando os primeiros nove números da série de banda desenhada Deuses Americanos, juntamente com arte adicional, esboços de personagens e capas de David Mack, Glenn Fabry, Becky Cloonan, Skottie Young, Fábio Moon, Dave McKean e mais!

sombras.PNG

Deuses Americanos – M Ainsel de Neil Gaiman, Scott Hampton e P. Craig Russel

Deuses Americanos #2

ISBN: 9789897731730

Editado em 2019 pela Saída de Emergência

(Leia aqui as primeiras páginas)

Sinopse

Shadow e Wednesday deixam a Casa na Rocha e continuam a sua viagem pelo país enquanto reúnem aliados, conhecem novos deuses e se preparam para a guerra. O romance vencedor de prémios Hugo, Bram Stoker, Locus, World Fantasy e Nebula, que deu origem ao sucesso televisivo da Starz, com autoria de Neil Gaiman, é adaptado como novela gráfica pela primeira vez!

A minha opinião

Optei por juntar os dois livros num só post quer porque os li de seguida quer porque é difícil falar de ambos sem me repetir.

Sabem aquela velha expressão "os olhos também comem"? Pois que, com estes dois livros, a expressão pode e deve ser usada mas convertida em "os olhos também lêem". Porque ambos são um regalo para a vista, brilhantemente ilustrados. Não fosse a dificuldade em escolher uma página e teria repetido esta ideia.

Já tinha lido algumas coisas de Neil Gaiman (e, claro, vi Coraline, baseado no livro dele que ainda hei-de ler) e, apesar de reconhecer que, numa banda desenhada, os textos tem de ser adaptados, certo é que esta adaptação não choca. A qualidade da escrita é imutável e as ilustrações dão ainda mais vida e cor ao texto.

Leiam, não se vão arrepender.

Classificação: 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

May we meet again

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crime, Disse o Livro

por Magda L Pais, em 25.09.19

Crime, Disse o Livro de Anthony Horowitz

Magpie Murders #1

ISBN: 9789897244339

Editado em 2019 pelo Clube do Autor

Sinopse

ABSORVENTE e VICIANTE; e com um final verdadeiramente prodigioso!

Existem vários mistérios por resolver dentro das páginas deste livro. Tudo começa quando Susan Ryeland se senta para ler o manuscrito do autor mais vendido da editora onde trabalha. Porém, a narrativa termina abruptamente no ponto em que o detetive da história está prestes a revelar o assassino, levando por isso Susan a procurar os capítulos perdidos. Mas este é apenas o ponto de partida de um dos mistérios…

Extraordinariamente bem concebido e bem escrito, em Crime, disse o livro encontramos duas histórias que correm em paralelo, personagens interessantes e autênticas, tramas sólidas, inteligentes e bem estruturadas, várias reviravoltas e, por fim, um desenlace absolutamente surpreendente.

E se um mistério dentro de outro mistério significa o dobro da adrenalina, para os fãs do género este livro traz também prazer a dobrar. Prepare-se: vai ser difícil pousar o livro!

A minha opinião

Um livro dentro dum livro. Um crime num livro com repercussões no crime que acontece no outro livro. Confusos? não estejam que a ideia base deste Crime, Disse o Livro é simplesmente magnifica e aguça a curiosidade dos leitores.

Crime, Disse o Livro recupera - magistralmente - os policiais de Agatha Christie, homenageando - principalmente - Hercule Poirot e o fabulástico livro "Cai o Pano, o último caso de Poirot".

Mistério(s) e humor. Uma escrita simples e divertida, astuta e engenhosa de forma muito inteligente, com personagens bem construidas e empáticas (ou odiosas!) tornando Crime, Disse o Livro impossível de largar enquanto não descobrimos os dois assassinos. E não, não podiam ser o mesmo porque o um crime acontece no livro e o outro... no livro.  E depois, o detalhe final, do autor que entrevista... o autor. Brilhante, simplesmente brilhante! (já para não falar da presença, no livro, de Mathew Prichard, neto de Agatha Christie que é outro momento que aquece o coração)

Confesso que me diverti imenso na leitura desta Matrioska em formato de livro, até por me permitir matar saudades Agatha Christie (e principalmente de Poirot - apesar do seu mau feitio) e da idade de ouro dos policiais.

Fiquei fã de Anthony Horowitz!

Leia aqui as primeiras páginas

(este livro foi-me oferecido pelo Clube do Autor em troca duma opinião honesta e sincera)

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

Já nomeaste os teus blogs favoritos para os Sapos do Ano 2019?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930