Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Rapariga de Papel

por Magda L Pais, em 24.06.19

17973733.jpg

A Rapariga de Papel de Guillaume Musso

ISBN: 9789722526388

Editado em 2013 pela Bertrand Editora

Sinopse

Há apenas alguns meses, Tom Boyd era um escritor famoso em Los Angeles, apaixonado por uma célebre pianista. Mas na sequência de uma separação demasiado pública, fechou-se em casa, sofrendo de bloqueio artístico e tendo como única companhia o álcool e as drogas. Certa noite, uma desconhecida aparece em sua casa, uma mulher linda e completamente nua. Diz ser Billie, uma personagem dos romances dele, que veio parar ao mundo real devido a um erro de impressão do seu livro mais recente.

A história é uma loucura, mas Tom acaba por acreditar que aquela deve ser de facto a verdadeira Billie. E ela quer fazer um acordo com ele: se ele escrever o seu próximo romance, ela poderá regressar ao mundo da ficção. Em troca, ele ajuda-a a reconquistar a sua amada Aurore. O que tem ele a perder?

A minha opinião

Pegando na premissa que, de vez em quando, me vejo grega e troiana para escolher um livro da estante da vergonha (e tudo porque, na realidade, gostava de ler todos....) pedi à Joana, uma amiga minha, que tirasse um da estante para eu ler. Começou por pegar neste e, depois de ler a sinopse, disse-me: Esquece, não vais gostar deste. Mas como foi a primeira escolha, optei por o ler à mesma e, afinal, a Joana enganou-se!

Gostei especialmente do ponto de partida. Uma personagem dum livro que, acidentalmente, cai no mundo real? Quem não gostaria que uma ou outra personagem lhe aparecesse à frente? Além da escrita de Guillaume Musso nos facilitar a entrada num mundo de ficção e de construir personagens com quem sentimos empatia quase imediata - seja pela depressão de Tom ou pela amizade de Milo e Carole - a história em si é criativa, muito bem construida e interessante.

Ainda sorri, em alguns momentos, com as aventuras (e desventuras) de Milo e Carole para recuperar um livro perdido.

No entanto, fiquei um pouco desiludida com o volte face final. Inesperado, é certo (e eu gosto de finais inesperados) mas acaba por retirar um pouco do encanto de toda a história.

Ainda assim, foi uma leitura que valeu a pena.

Classificação: 

May we meet again

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30