Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Homens imprudentemente poéticos

por Magda L Pais, em 22.07.18

 32056179.jpg

Homens imprudentemente poéticos de valter hugo mãe

ISBN: 978-972-0-68368-7

Editado em 2016 pela Porto Editora, S.A

Sinopse

Num Japão antigo o artesão Itaro e o oleiro Saburo vivem uma vizinhança inimiga que, em avanços e recuos, lhes muda as prioridades e, sobretudo, a capacidade de se manterem boa gente.

A inimizade, contudo, é coisa pequena diante da miséria comum e do destino.

Conscientes da exuberância da natureza e da falha da sorte, o homem que faz leques e o homem que faz taças medem a sensatez e, sobretudo, os modos incondicionais de amarem suas distintas mulheres.

Valter Hugo Mãe prossegue a sua poética ímpar. Uma humaníssima visão do mundo.

A minha opinião

Desta feita coube-me, no sorteio do livro secreto, este livro que andava com vontade de ler há uns tempos.

Tenho de confessar que sou, talvez, a excepção que confirma a regra. Não fiquei encantada com este livro. Gostei, não digo que não, no entanto sou mais de leituras "terra à terra", menos poéticas e com menos figuras de estilo. Creio - mas lá está, devo ser a única - que a história se acaba por perder no meio da poesia (que, reconheço, é bonita e atraente) e eu prefiro as histórias.

Reconheço, ainda assim, que há qualidade nesta escrita. Acredito que nem todos os escritores conseguiriam escrever como valter hugo mãe o faz tão bem.

Este foi um livro que requereu muita vontade da minha parte para o terminar de ler. Homens imprudentemente poéticos não é uma leitura ligeira, não é um livro que flui e obrigou-me a voltar atrás várias vezes para reencontrar onde me tinha perdido e a estipular que o tinha de terminar em determinado dia que já não me apetecia continuar o esforço da leitura.

Não tenho dúvidas que, aqui se aplica, na perfeição, a celebre frase: não és tu, sou eu.

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Fátima Bento a 22.07.2018 às 23:32

Eu, se tiver de escolher entre a forma ou a história, vou pela forma... gosto de livros que me fazem passear dentro de mim.
Mas há alturas em que não há nada que chegue a um livro com uma boa história... para a semana de férias vou levar o último do Joël Dicker e "A livraria dos finais felizes"

De Magda L Pais a 24.07.2018 às 13:25

eu gosto quando ambas - a forma e a história - são boas. Aqui acho que a história se perde no meio da forma

Levas dois excelentes livros :)

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.