Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Jane Eyre

por Magda L Pais, em 06.10.15

9789722635882.jpg

Jane Eyre de Charlotte Brontë

Editado em 2012 pela Livraria Civilização Editora (a edição com esta capa, ou seja, a que eu li)

ISBN: 9789722635882
 
Sinopse
Considerada uma obra-prima da literatura inglesa, Jane Eyre é um romance da escritora inglesa Charlotte Brontë, publicado no século XIX, mais precisamente em 1847. Jane Eyre é uma autobiografia ficcionada da protagonista que, depois de uma infância e adolescência desprovidas de afecto, se torna preceptora em Thornfield Hall e se apaixona pelo seu proprietário, Mr. Rochester. Plenamente correspondida nos seus sentimentos, Jane julga ter encontrado o amor por que ansiara toda a vida, mas Thornfield Hall esconde um segredo tenebroso que ameaça ensombrar a sua felicidade. Numa atmosfera misteriosa e inesquecível, acompanhamos esta heroína de espírito puro e apaixonado, que trava uma luta interior constante para se manter fiel às suas convicções e a si própria. Uma história sobre a liberdade humana, repleta de elementos dramáticos (incêndios, tempestades, tentativas de homicídio) que compõem uma atmosfera de mistério e suspense.
 
A minha opinião
Ignorante me confesso, nunca tinha ouvido falar neste livro até que a Sara me disse que era a sua personagem favorita de sempre. Depois veio a Just dizer-me que sim, que eu iria adorar este livro. E eu na ignorância... Fustiguei-me, irritei-me e a seguir comprei o livro na Feira do Livro de Lisboa. Depois foi esperar que surgisse a oportunidade da M*, a Sofia e a Nathy - ilustres membros do clube das pistosgas que lêem - lerem ao ao mesmo tempo que eu e foi isso que agora aconteceu.
Apaixonei-me por este livro nas primeiras páginas, quando Jane é uma órfã que vive com a tia - obrigada a aceitá-la por uma promessa feita ao marido no leito da morte - e os primos que lhe fazem a vida negra. Quando surge a oportunidade, Jane é enviada para um colégio interno onde sofre imenso. Não por causa da directora ou dos professores mas porque a escola onde está é sustentada por um pastor que não admite que se gaste mais do que estritamente necessário para sobreviver. Esta parte do livro lembrou-me A Princesinha, um dos livros que marcou a minha infância e pelo qual ainda sou apaixonada.
Após uma série de mortes no colégio - devidas à má nutrição das alunas - a situação melhora e Jane acaba por ter uma segunda parte da infância relativamente normal, ao ponto de passar alguns anos ainda no colégio - primeiro como aluna, depois como professora. Mas um dia sente que precisa de mais na sua vida e acaba por ir parar a Thornfield Hall como preceptora de Adele, uma jovem francesa que vive com o seu benfeitor, Mr. Rochester por quem acaba por se apaixonar e ser correspondida. Mas nem tudo são rosas e Jane, mantendo-se fiel às suas convicções, acaba por abandonar Thornfield Hall.
De leitura bastante acessível, e com uma história diferente do habitual, fiquei presa a cada palavra, a cada página, na ânsia de saber o final. Um final feliz, claro, mas com um travo amargo. 
Claro que a escrita, em si, é totalmente diferente dos livros actuais. Nem melhor nem pior, apenas diferente. Confesso que me fica a curiosidade... como seria escrita esta história nos dias de hoje?
Agora ide ali ver as opinões da  M*, a Sofia e a Nathy.

4 comentários

De Miss F a 07.10.2015

Acreditas que não gostei nadinha desse livro? Não gostei da personagem, não gostei da escrita, a história não me apelou.. Gosto de clássicos (Jane Austen é uma das preferidas) mas este não me entrou. Foi um livro que até li com algum sacrifício, demorei bastante até acabar.

De Magda L Pais a 07.10.2015

bom... acreditar acredito... :p eu gostei bastante. Claro que alguns diálogos eram estranhos mas tem a ver com a época. Credo... mas porque é que não gostaste?

De Miss F a 07.10.2015

Olha para começar achei a personagem muito insonsa, não ata nem desata, não se faz à vida. Ainda tentei pensar 'é da época..' mas depois pensei, caramba e a Elizabeth Benett (do Pride & Prejudice)?? Depois a escrita em si é muito negativa, muito a 'puxar para baixo', não sei explicar. Se calhar pode até ter sido da altura em que li e, se relesse, até poderia gostar (já me aconteceu com alguns livros). Mas este como li no original já não tenho grande paciência para reler! Eu sei que não podemos gostar todos do mesmo, mas faz-me mesmo confusão ver que sou das poucas pessoas que não gostou do livro.

De Magda L Pais a 07.10.2015

tens mesmo de reler! caramba, até a mim me faz confusão não teres gostado. Fica o desafio. Volta a ler! vá láaaaaaaaaaaaa

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031