Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




41396114_418349752022812_432634263339270144_n.jpg

 

Conviver com as Doenças Inflamatórias do Intestino de Vera Gomes

ISBN: 9789897024290

Editado em 2018 pela Editora Guerra & Paz

Sinopse:

Quando era miúda, o meu pai contava-me uma anedota: «Qual é a coisa mais rápida do mundo? O francês dizia: - O pensamento. Pensas em algo e está logo ali! O inglês dizia: - A luz. Carregas num interruptor e pronto! O português dizia: - A diarreia. Nem tens tempo de pensar, nem para acender a luz!» Ao ser-me diagnosticada colite ulcerosa, percebi exatamente o que o português queira dizer. Letra a letra. Cada vez que corro para uma casa de banho, é desta anedota que me lembro. E, estou certa, depois de lerem este livro, vocês também!

Viver com uma doença inflamatória do intestino não é o fim do mundo, embora haja muitos dias que pareça. Mas é o fim do mundo como o conhecemos: descobre-se uma nova vida, desconhecida até então do comum dos mortais. Este livro, mostra diferentes facetas da nova realidade que surge depois de um diagnóstico de Crohn ou colite. Educa, informa e sensibiliza para estas doenças crónicas (que é como quem diz: não têm cura!). Com humor, acreditem! Porque tristezas não pagam dívidas, e eu gosto de ser feliz só por preguiça!

A opinião da Vera Gomes

Nunca pensei que o meu primeiro livro seria sobre cocó. Aliás… nunca pensei que escreveria um livro sobre cocó! Mas de facto, escrevi um livro sobre… cocó!

Saiu há algumas semanas e confesso tem sido um misto de orgulho e sentido de dever cumprido o feedback que tenho tido sobre o mesmo. Por um lado conto a minha história com uma doença inflamatória do intestino – Colite Ulcerosa – mas também dou voz a outros que como eu, ou que nos são próximos, têm que lidar com as vicissitudes que estas maleitas trazem. E sobretudo, a parte que acho que mais utilidade tem (a segunda parte do livro): um pequeno manual para que seja mais fácil enfrentar os dias.

Poderia ter escrito um livro num tom sério mais formal, mas quem me conhece sabe que eu gosto de pintar fora das linhas. E falar de um assunto tão tabu (sim, porque mais depressa se fala do que aconteceu em Las Vegas do que se passa numa casa de banho) só poderia ser com algum humor. Normalmente digo que no dia em que deixar de rir de mim própria estarei severamente doente e o melhor é internarem-me. Mas certo é que mesmo a rir, já estive internada. Mesmo a rir já estive severamente doente. E sabem, a rir custou muito menos ter que lidar com uma vida em suspenso sabe-se lá por quanto tempo; a rir custou muito menos ter que lidar com medicações que não me ajudaram como ajudaram outros; a rir custou muito menos ter que aceitar que para sair de casa teria que usar fraldas.

conViver com as Doenças Inflamatórias do Intestino é muito mais do que um livro. É uma ode a quem vive com estas doenças de perto, sejam médicos, familiares ou doentes. É um livro que informa, educa sobre estas doenças e ajuda no processo de adaptação a ter que conviver de perto com elas.

Porque é que devem ler este livro? Porque 1 em cada 500 portugueses têm uma doença inflamatória do intestino. E isso significa que, mesmo sem saberem, têm na vossa rede de amigos no Facebook alguém que tem Crohn ou Colite Ulcerosa. Ler este livro pode ajudar-vos a compreender melhor o outro e a ajudá-lo quando for preciso. Se pelo meio soltarem umas gargalhadas, melhor ainda! Porque “a rir se corrigem costumes” e a rir custa muito menos!

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

(às 9h30 de segunda feira, leituras alheias traz-vos opiniões sobre livros de outros bloggers ou amigos)

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Dezembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031