Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mulheres Perigosas

por Magda L Pais, em 20.11.17

 

36056586 (1).jpg

Mulheres Perigosas de George R. R. Martin e Gardner Dozois

ISBN: 9789897730740

Editado em 2017 pela Saída de Emergência

Sinopse

Atenção: o perigo está à espreita perto destas mulheres!

Se procura um livro em que mulheres infelizes ficam a choramingar de pavor enquanto o herói masculino combate o monstro ou choca espadas com o vilão, este livro não é para si. Aqui encontrará mulheres guerreiras que brandem espadas, intrépidas pilotos de caças, formidáveis super-heroínas, femmes fatale astutas e sedutoras, feiticeiras, más raparigas duronas, bandidas e rebeldes, sobreviventes endurecidas em futuros pós-apocalípticos, rainhas altivas que governam nações e cujas invejas e ambições enviam milhares para mortes macabras, mulheres que não hesitam em assumir a liderança para defenderem aquilo em que acreditam.

Com organização de George R. R. Martin, que assina igualmente um conto passado no mundo de Westeros, e de Gardner Dozois, esta é uma antologia que cruza géneros literários e mistura todos os tipos de ficção, desde Megan Abbott a Brandon Sanderson.

A minha opinião

Acho sempre interessante ler livros escritos a várias mãos, em que todos os autores escrevem sobre o mesmo tema. Mulheres Perigosas é exactamente esse género de livro. Onze contos, cada um de um autor diferente, sobre o tema Mulheres.

Os contos/autores foram os seguintes, por ordem: 

  • Completamente perdida - Joe Abercrombie
  • Ou o meu coração está destroçado - Megan Abbott
  • As mãos que não estão lá - Melinda M Snodgrass
  • Raisa Stepanova - Carrie Vaughn
  • Eu sei escolhê-las a dedo - Lawrence Block
  • Sombras para silêncio nas florestas do inferno - Brandon Sanderson
  • Uma rainha no exilio - Sharon Kay Penman
  • A rapariga no espelho - Lev Grossman
  • Dar nome à fera - Sam Sykes
  • As mentiras que a minha mãe me contou - Caroline Spector
  • A princesa e a rainha ou os negros e os verdes - George R.R. Martin

O facto de serem onze histórias, com onze escritas diferentes, complica no momento em que queremos avaliar e comentar um livro. Mentir-vos-ia se dissesse que tinha gostado de todos da mesma forma ou que todos são excepcionais ou ainda que nenhum prestava. Como o meu compromisso comigo e convosco é de honestidade, vamos lá ver como é que descalço esta bota.

O primeiro conto - Completamente Perdida - fez, para mim, jus ao nome. Cheguei ao fim do conto completamente perdida e sem perceber bem a história ou o final, fazendo-me temer pela minha sanidade mental ao longo do restante livro.

Felizmente Megan Abbott veio logo a seguir e restabeleceu a minha fé no livro, que se manteve até ao final. Claro que, sem surpresas para mim, Sombras para silêncio nas florestas do inferno de Brandon Sanderson é o melhor conto do livro (uma história a merecer um livro autónomo ou, até, quem sabe, uma trilogia), o que não invalida que os restantes contos sejam bons ou muito bons.

Num imaginário podium dos contos incluídos neste livro, Raisa Stepanova de Carrie Vaughn ficaria num honroso segundo lugar, tendo-me deixado com vontade de ler mais desta autora que me era desconhecida.

A princesa e a rainha ou os negros e os verdes de George R.R. Martin termina esta antologia sobre mulheres perigosas, levando-nos até Westeros, numa forma de mitigarmos as saudades que já sentimos da A Guerra dos Tronos. 

Li algures que haveria um segundo volume subordinado ao mesmo tema. Pois bem, a vós recomendo que leiam este primeiro volume e, para mim, espero que o segundo volume - se existe - não tarde a aparecer por ai, com estes ou outros autores.  

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação:

(este livro foi-me oferecido pela Editora Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Edite a 20.11.2017 às 14:12

Muito bom este post. Gostei de ler e fez-me sorrir quando li que para ti o primeiro conto - Completamente Perdida - fez jus ao nome. O humor habitual é sempre bem vindo, especialmente numa segunda feira de trabalho. Mas, fora de brincadeiras, devo confessar que ainda não me habituei a livros de contos e que tenho vários em casa para ler. Vou para casa com esta pedrita no sapato.

De Magda L Pais a 20.11.2017 às 16:19

eu gosto de livros de contos precisamente porque são curtos e não custa tanto interromper a leitura ahahaahahahah

Humor é sempre bem vindo, seja lá quando for

De Diana a 21.11.2017 às 01:37

Olá!!! :)

Tens Facebook e gostavas de dar a conhecer o teu blogue a mais escritores? Conhecer outros espaços?

Então, adere:

https://www.facebook.com/groups/126383254703861/

Beijinhos, Diana.

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930