Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Desaparecimento de Stephanie Mailer

por Magda L Pais, em 09.07.18

40406648.jpg

O Desaparecimento de Stephanie Mailer de Joël Dicker

ISBN: 9789896655884

Editado em 2018 pela Alfaguara Portugal

Sinopse

Na noite de 30 de Julho de 1994, a pacata vila de Orphea, na costa leste dos Estados Unidos, assiste ao grande espectáculo de abertura do festival de teatro. Mas o presidente da Câmara está atrasado para a cerimónia… Ao mesmo tempo, Samuel Paladin percorre as ruas desertas da vila à procura da mulher, que saiu para correr e não voltou. Só para quando encontra o seu corpo em frente à casa do presidente da Câmara. Dentro da casa, toda a família do presidente está morta.

A investigação é entregue a Jesse Rosenberg e Derek Scott, dois jovens polícias do estado de Nova Iorque. Ambiciosos e tenazes, conseguem cercar o assassino e são condecorados por isso. Vinte anos mais tarde, na cerimónia de despedida de Rosenberg da Polícia, a jornalista Stephanie Mailer confronta-o com uma revelação inesperada: o assassino não é quem eles pensavam, e a jornalista reclama ter informações-chave para encontrar o verdadeiro culpado.

Dias depois, Stephanie desaparece.

Assim começa este thriller colossal, de ritmo vertiginoso, entrelaçando tramas, personagens, surpresas e volte-faces, sacudindo o leitor e impelindo-o, sem possibilidade de parar, até ao inesperado e inesquecível desenlace.

O que aconteceu a Stephanie Mailer?

E o que aconteceu realmente no Verão de 1994?

A minha opinião

Temo, muito honestamente, que Joël Dicker se esteja a tornar num dos meus escritores favoritos na categoria dos livros que me enganam com uma facilidade medonha.

Quando iniciei a leitura d'O Desaparecimento de Stephanie Mailer estava preparada. Ou pelo menos eu achava que estava. Enquanto ia lendo, tinha na minha mente o que se tinha passado com A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert. Portanto eu teria de saber que o assassino era o mais improvável dos suspeitos. Pois... Mas acontece que a mente de Joël Dicker é brilhante, seguramente mais brilhante que a minha e voltou-me a enganar.

O Desaparecimento de Stephanie Mailer é narrado a várias vozes e a vários tempos, sem introduzir demasiadas personagens ou acontecimentos ao mesmo tempo, perfeitamente encadeadas entre si. Mas - e isto é importante - não esperem que seja igual aos anteriores deste autor. Porque Joël Dicker cresceu, amadureceu, e a sua escrita acompanhou esse crescimento. Os grandes autores são assim mesmo, crescem com a sua escrita, vão-se aperfeiçoando e vão deixando que isso transpareça nos seus livros.

As personagens estão criadas de forma magistral, ao ponto de sentirmos empatia com umas e ódio a outras (Alice e Steven, isto é para vós!). São coerentes, tem um passado e um presente e sentimos - desejamos - saber o seu futuro. E nem isso é deixado ao acaso (leiam se quiserem perceber o que quero dizer com isto).

Nota-se, ao longo de todo o livro, o amor e a paixão que Joël Dicker dedica aos seus livros. E, em consequência, aos seus fãs. Mesmo para aqueles que estiveram envolvidos num momento muito Ups na Feira do Livro...

Mau, mas mesmo mau, é ter de esperar que saia mais algum livro de Joël Dicker.... enquanto isso pode ser que a Alfaguara Portugal o traga cá para mais uma sessão de autógrafos e eu prometo que vou tentar portar-me bem.

Leia aqui as primeiras páginas

Classificação: 

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

De Engraçadinha a 09.07.2018 às 10:48

Vai ser o meu livro das férias

De Just_Smile a 09.07.2018 às 12:05

Ai que esse livro vai ter de saltar uns quantos que estão em espera :D

De Magda L Pais a 09.07.2018 às 12:06

não tenho nada a ver com isso...

De Edite a 10.07.2018 às 09:33

A Alice irrita-me solenemente!
Ainda só vou na página 430... Ainda não consegui ter tempo e estou mortinha para saber quem é o assassino.
Beijinho

De Magda L Pais a 10.07.2018 às 10:01

A Alice é excravel! e o Steven anda lá muito perto ahahahahahah

não te vou adiantar nada que não quero ser spolier.

De Há luz da pena a 10.07.2018 às 13:59

Olá, boa tarde. Nunca li este livro mas, já dei de caras com vários blogues a dizerem o mesmo. Confeço que li muito "por alto" o que aqui escreveu devido à minha pessoa não querer saber quase nada para depois a minha leitura ser "á descoberta". Vou ver se a biblioteca o tem. Obrigada.

De Magda L Pais a 10.07.2018 às 18:40

Vou ficar à espera da tua opinião para ver se é coincidente com a minha :)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Julho 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031