Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os Três Reinos

por Magda L Pais, em 24.01.19

5948261.jpg

Os Três Reinos de Sandra Carvalho

A Saga das Pedras Mágicas #5

ISBN: 9789722340397

Editado em 2008 pela Editorial Presença

Sinopse

Neste quinto volume de A Saga das Pedras Mágicas, as sombras da morte e da guerra alastraram sobre o Norte do Mundo e Thora, a loba prateada, desespera ao saber do destino das suas irmãs. Freya encontra-se prisioneira de Aesa, a rainha feiticeira do povo vândalo, enquanto Edwina, a Guardiã da Lágrima do Sol, foi mortalmente ferida. Será que desta vez nem Edwin, o Guardião da Lágrima da Lua, conseguirá resgatar a sua amada? Do Império, a sul, chegam rumores de que aquele que traz consigo o propósito de lançar sobre a Terra a escuridão eterna já encarnou o Homem. Que esperança restará aos defensores do Bem, quando até as pedras mágicas da feiticeira Aranwen estão agora nas mãos do inimigo? Estará a profecia dos Três Reinos condenada a perder-se nesta luta caótica sem jamais se concretizar?

A minha opinião

Neste quinto volume da saga, a magia voltou e trouxe-me a satisfação de leitura de um dos melhores livros desta colecção.

Resolvem-se os mistérios, o amor vence barreiras e profecias. Este seria o livro perfeito para acabar a saga dispensado-se o epilogo que abre caminho para os seguintes (que lerei, certamente, um dia, mas não para já).

Ainda assim há alguns factores que me fazem baixar umas duas estrelas na avaliação final. Começo pelo óbvio - ah e tal eu sou mau como as cobras mas desapareço com pouco esforço da parte dos bons (a sério, se é para uma luta entre o bem e o mal, então que seja uma coisa a sério e não quase um assoprar de folhas). Estrid é um dos bons exemplos. Depois o encadeamento da narrativa de Edwina tem algumas falhas grosseiras. Tão depressa está aqui como ali para depois voltar atrás. Acaba por se tornar confuso. Há algum recurso a algumas expressões pouco usadas (aleivoso, fenecer, etc). E, claro, o epilogo. Perfeitamente dispensável, a história podia acabar aqui. 

Então e porquê as quatro estrelas em vez de três? Porque merece mais uma estrela pelo fim de Catwin e Throst (acompanhem-me num minuto de silêncio por eles)

(....)

E porque, efectivamente, a história está bem contada, as personagens são fortes (finalmente consegui sentir alguma empatia por Edwina e até torci por ela) e bem construidas. 

De todo o modo, acho que cinco volumes numa saga é mais que suficiente. Mais que isso é cansativo para os leitores e não há qualquer necessidade de o fazer. Ainda para mais quando, como é o meu caso, se lê todos os livros de seguida. Cansa e acaba por tirar o encanto à leitura. 

Voltarei às Pedras Mágicas talvez no próximo ano.

(leia aqui as primeiras páginas)

Classificação: 

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031