Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sete Minutos Depois da Meia-Noite

por Magda L Pais, em 07.06.18

24952739.jpg

Sete Minutos Depois da Meia-Noite de Patrick Ness

ISBN: 9789722354608

Editado em 2015 pela Editorial Presença

Sinopse

Passava pouco da meia-noite quando o monstro apareceu.

Inspirado numa ideia original da escritora Siobhan Dowd, que morreu de cancro em 2007, Patrick Ness criou uma história de uma beleza tocante, que aborda verdades dolorosas com elegância e profundidade, sem nunca perder de vista a esperança no futuro. Fala-nos dos sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão necessárias para os ultrapassar. Fantasia e realidade misturam-se num livro de exceção, com ilustrações soberbas que complementam e expandem a beleza do texto.

A minha opinião

Este é um livro com pelo menos três factores UAU.

Primeiro que tudo… o grafismo. A apresentação. As ilustrações, que nos envolvem, que ajudam a criar a atmosfera perfeita para a leitura desta história que toca como poucas conseguem fazer. Este é um livro que se podia emoldurar e que não perdia por isso.

Depois, a escrita. Simples, sem grandes floreados, atrativa, coerente e que nos embala numa história que nos coloca na pele duma criança prestes a perder a mãe numa luta inglória contra o cancro.

Por fim… Sete Minutos Depois da Meia-Noite mexe com as nossas emoções. Com os nossos próprios monstros, com o medo que temos de perder quem amamos, com a dualidade de sentimentos: queremos que, quem amamos, fique sempre connosco mas também queremos que acabe o sofrimento, a insegurança, a dúvida sobre o futuro. Queremos dar a mão e queremos que nos larguem a mão. Queremos que nos prendam mas que se soltem. Confusos? Não estejam. É assim mesmo que nos sentimos quando sabemos que alguém que amamos está a sofrer com cancro e que tem os dias e as horas contados. E que, ainda por cima, está a sofrer com isso.

Sete Minutos Depois da Meia-Noite foi dos poucos livros que realmente mexeu com as minhas emoções ao ponto de sentir uma pequena lágrima no canto do olho (algum dia haveria de acontecer). E fê-lo porque me identifiquei com Connor, com os medos dele, com o seu monstro e porque, no fim, Connor escreveu a sua própria história. Deu-lhe o melhor final possível. Não pelas suas palavras mas pelas suas acções. Porque mais importante que as palavras, são os actos. O que fazemos pelas pessoas que amamos, o que fazemos pela família. Acima de tudo, Sete Minutos Depois da Meia-Noite pega nas nossas emoções, nos momentos mais tristes, e que queríamos mantê-los lá bem no fundo, e obriga-nos a revivê-los para que os possamos, também nós – e tal como Connor – enfrentá-los e resolvê-los.

Sete Minutos Depois da Meia-Noite é, em suma, um livro perfeito. Em todos os momentos mas, acima de tudo, nos momentos em que, como Connor, precisamos de sarar algumas feridas e de nos preparar para outras que irão abrir. Mesmo que não queiramos e, ao mesmo tempo, as desejemos.

Podem ler aqui as primeiras páginas e ver, aqui, o promo do filme com o mesmo nome.

Classificação: 

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Sofia a 07.06.2018 às 09:34

Olá, Magda! Pelo o que descreves, seria um.livro que iria gostar!

De Magda L Pais a 07.06.2018 às 17:34

é só dizeres quando o queres ;)

De Sofia a 07.06.2018 às 21:25

Ainda, tenho 4 em espera para ler! Neste momento estou a ler o labirinto do espíritos.

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930