Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Crime, Disse o Livro

por Magda L Pais, em 25.09.19

Crime, Disse o Livro de Anthony Horowitz

Magpie Murders #1

ISBN: 9789897244339

Editado em 2019 pelo Clube do Autor

Sinopse

ABSORVENTE e VICIANTE; e com um final verdadeiramente prodigioso!

Existem vários mistérios por resolver dentro das páginas deste livro. Tudo começa quando Susan Ryeland se senta para ler o manuscrito do autor mais vendido da editora onde trabalha. Porém, a narrativa termina abruptamente no ponto em que o detetive da história está prestes a revelar o assassino, levando por isso Susan a procurar os capítulos perdidos. Mas este é apenas o ponto de partida de um dos mistérios…

Extraordinariamente bem concebido e bem escrito, em Crime, disse o livro encontramos duas histórias que correm em paralelo, personagens interessantes e autênticas, tramas sólidas, inteligentes e bem estruturadas, várias reviravoltas e, por fim, um desenlace absolutamente surpreendente.

E se um mistério dentro de outro mistério significa o dobro da adrenalina, para os fãs do género este livro traz também prazer a dobrar. Prepare-se: vai ser difícil pousar o livro!

A minha opinião

Um livro dentro dum livro. Um crime num livro com repercussões no crime que acontece no outro livro. Confusos? não estejam que a ideia base deste Crime, Disse o Livro é simplesmente magnifica e aguça a curiosidade dos leitores.

Crime, Disse o Livro recupera - magistralmente - os policiais de Agatha Christie, homenageando - principalmente - Hercule Poirot e o fabulástico livro "Cai o Pano, o último caso de Poirot".

Mistério(s) e humor. Uma escrita simples e divertida, astuta e engenhosa de forma muito inteligente, com personagens bem construidas e empáticas (ou odiosas!) tornando Crime, Disse o Livro impossível de largar enquanto não descobrimos os dois assassinos. E não, não podiam ser o mesmo porque o um crime acontece no livro e o outro... no livro.  E depois, o detalhe final, do autor que entrevista... o autor. Brilhante, simplesmente brilhante! (já para não falar da presença, no livro, de Mathew Prichard, neto de Agatha Christie que é outro momento que aquece o coração)

Confesso que me diverti imenso na leitura desta Matrioska em formato de livro, até por me permitir matar saudades Agatha Christie (e principalmente de Poirot - apesar do seu mau feitio) e da idade de ouro dos policiais.

Fiquei fã de Anthony Horowitz!

Leia aqui as primeiras páginas

(este livro foi-me oferecido pelo Clube do Autor em troca duma opinião honesta e sincera)

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

Já nomeaste os teus blogs favoritos para os Sapos do Ano 2019?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Casa da Seda

por Magda L Pais, em 17.06.19

17791227.jpg

A Casa da Seda de Anthony Horowitz

Sherlock Holmes #1

Tradução de Jaime Araújo

ISBN: 9789722350358

Editado em 2013 pela Editorial Presença

Sinopse

Com um enredo genial e uma excelente caracterização, Anthony Horowitz criou um novo policial de Sherlock Holmes, captando totalmente o espírito dos livros originais de Sir Arthur Conan Doyle. Holmes regressa com a inteligência, a subtileza e o poder de dedução que fizeram dele o mais famoso detetive de sempre e, com ele, o seu inseparável amigo e biógrafo Watson. Os acontecimentos relatados nestas páginas figuram, segundo Watson, entre os mais sensacionais da carreira de Sherlock Holmes... Um livro que se recomenda vivamente aos fãs de Sherlock Holmes e a todos aqueles que apreciam um policial de excelência.

A minha opinião

Gosto de policiais. Gosto quando tenho de pensar um bocadinho e de tentar perceber quem fez o quê a quem. Há alguns anos li alguns livros das aventuras de Sherlock Holmes e claro que tive curiosidade em perceber se esta Casa da Seda teria as mesmas características.

Comecei a leitura, confesso, com um pé atrás. Não acho grande piada a quem copia o estilo, as personagens ou mesmo as histórias de autores já falecidos (é por isto que ainda não li os livros da saga Milleninium escritos por David Lagercrantz). Admito que seja quase impossível, hoje em dia, ser original mas daí a usar as mesmas personagens que outros vai um grande passo.

Apesar do meu cepticismo, a verdade é que A Casa da Seda é um bom livro de Sherlock Holmes, que me deixou com a certeza que Anthony Horowitz é um contador de histórias nato, deixando-me, em muitos momentos, com a dúvida se não será uma reencarnação de Arthur Conan Doyle.

As voltas e reviravoltas da história tornam esta leitura ainda mais agradável, o que me faz pensar que é uma pena que os restantes livros da mesma série não tenham sido editados em Portugal (ou, pelo menos, não os encontro)

(leia aqui as primeiras páginas)

Classificação: 

May we meet again

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Junho 2020

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930