Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As Instruções da Pitonisa

por Magda L Pais, em 24.07.16

24175150.jpg

As Instruções da Pitonisa de Erik Axl Sund

As Faces de Victoria Bergman - Livro III

ISBN: 9789722528825

Editado em 2015 pela Bertrand Editora 
 
Sinopse
Um carro é devorado pelas chamas em Tantoberget. No interior, estão os corpos carbonizados de duas mulheres, as principais suspeitas dos assassínios em série das antigas alunas do internato de Sigtuna que Victoria Bergman frequentou. Na posse de uma delas, a polícia encontrou várias polaroides dos assassinados rodeados por túlipas amarelas. A detetive Jeanette Kihlberg compreende que, sob a aparência de suicídio a loucura mortífera prossegue o seu caminho. Sofia Zetterlund mantém as sessões de autoterapia para tentar, finalmente, compreender quem realmente é. Victoria Bergman recusa-se a ser dominada e ameaça continuar. Entretanto Madeleine, pensa na sua próxima vítima. É tempo de pagar.
 
A minha opinião
As faces de Victoria Bergman ficam, para mim, marcadas por serem a trilogia com a temática mais pesada que alguma vez li. Não que isso lhes tire crédito, antes pelo contrário. Sinto-me arrebatada, em completo, por estes livros sendo que este último nos traz algumas reviravoltas inesperadas, comprovando que nem sempre tudo o que parece é, e às vezes nem para os próprios envolvidos.
Já falei na temática da trilogia - a pedofilia e os seus efeitos a longo prazo nas crianças. A parte psicológica dos traumas. Acima de tudo são livros com uma forte componente psicológica e que, por isso, podem não agradar a toda a gente.
Mas a escrita? o que dizer da forma como estes livros estão escritos? bom, creio que o facto de ter lido os três em cinco dias demonstrará que, se a história é envolvente, a escrita também, tal como a estrutura. Entre viagens ao passado e ao presente, vários pontos de vista diferentes e locais distintos, é necessária alguma atenção para não nos perdermos. Mas no fim... no fim tudo se entende e as pontas que ficam soltas não são, de todo, fundamentais.
Termino com uma frase que aparece algures no final do livro retirada do romance de Hemingway, "Por quem os sinos dobram".
 
O mundo é um lugar esplêndido que merece que se lute por ele

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fome de Fogo

por Magda L Pais, em 23.07.16

22464431.jpg

Fome de Fogo de Erik Axl Sund;

As Faces de Victoria Bergman - Livro II

ISBN: 9789722528382

Editado em 2014 pela Bertrand Editora

Sinopse

Os esforços de Jeanette Kihlberg para solucionar os casos dos meninos mortos são cerceados quando um homem de negócios é assassinado em Estocolmo, naquilo que parece ser uma morte ritualista. Alguns pormenores sugerem um ato de vingança. Mas vingança de quê?
Entretanto, Jeanette continua à procura da desaparecida Victoria Bergman e as suas investigações levam-na a um colégio interno de elite, bem como à Dinamarca e a acontecimentos do seu próprio passado. Por seu turno, a psicoterapeuta Sofia Zetterlund tenta encontrar-se a si própria. À semelhança do primeiro livro desta trilogia, somos confrontados com voltas e reviravoltas e um final absolutamente inesperado.

A minha opinião

Pesado. Negro. Profundamente marcante. Estas são as palavras que podem descrever esta trilogia. O lado mais obscuro da mente humana, o crime mais hediondo que se pode cometer - a pedofilia - contado pelas crianças que o sofrem. Mas contado também pelos adultos que um dia foram crianças abusadas sexualmente pelos pais e pelos amigos dos pais. Vendidas, exploradas até ao âmago, obrigadas a dar para adopção as crianças nascidas desses abusos que, por sua vez, são abusadas pelos adoptantes. 

Assustador. 

Este é um dos thrillers mais pesado e mais negro que li nos últimos tempos. Mas, ao mesmo tempo, viciante. Sem grandes surpresas, confesso. Mas, ao mesmo tempo, é essa ausência de surpresas ao longo do livro que nos levam a ser ainda mais surpreendidos pelo final deste segundo volume. Creio que os autores quiseram chamar a atenção para as consequências psicológicas da pedofilia, nos danos permanentes (alguns deles físicos) que ficam nas crianças que foram abusadas. E conseguem-no. Conseguem-no de tal modo que damos connosco a olhar à volta e a pensar nas crianças que nos rodeiam e esperamos, desejamos, que nunca sintam o mesmo.

Recomendo, vivamente, a leitura. A todos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Rapariga-Corvo

por Magda L Pais, em 22.07.16

A Rapariga Corvo.jpg

A Rapariga-Corvo de Erik Axl Sund

As faces de Victoria Bergman Volume I

ISBN: 9789722526159

Editado em 2014 pela Bertrand Editora

Sinopse

A psicoterapeuta Sofia Zetterlund está a tratar dois pacientes fascinantes: Samuel Bai, um menino-soldado da Serra Leoa, e Victoria Bergman, uma mulher que tenta lidar com uma mágoa profunda da infância. Ambos sofrem de transtorno dissociativo de personalidade.
A agente Jeanette Kihlberg, por seu lado, investiga uma série de macabros homicídios de meninos em Estocolmo. O caso está a abalar a investigadora, mas não tem tido grande destaque devido à dificuldade em identificar os meninos, aparentemente de origem estrangeira.
Tanto Jeanette como Sofia são confrontadas com a mesma pergunta: quanto sofrimento pode um ser humano suportar antes de se tornar ele próprio um monstro?
À medida que as duas mulheres se vão aproximando cada vez mais uma da outra, intensificam-se os segredos, as ameaças e os horrores à sua volta.

A minha opinião

Confesso-me agradavelmente surpreendida por este livro apesar do tema bastante pesado que aborda - a pedofilia e o tráfico de crianças para fins sexuais. Sim, porque é disso que este thriller trata. Crianças abusadas sexualmente pelos seus pais e amigos deles, desde tenra idade, com o beneplácito das mães que fingem ignorar o que se passa nas suas próprias casas.

Apesar de, a determinada altura, ter percebido quem era quem, a verdade é que este livro não pretende, em momento algum, esconder as faces de Victoria, mas antes dar a conhecer os danos psicológicos e permanentes a que estão sujeitas as crianças violentadas.

Não é de leitura fácil e muito menos de leitura leve. Mais que os abusos às crianças, há a vertente psicológica das personagens, acima de tudo, Sofia e Jeanette, duas personagens fortes, muito bem construídas, elas próprias em crescimento ao longo do livro.

Creio que a estrutura poderá ser, ao inicio, confusa mas, com a continuação, a leitura torna-se tão intensa, tão envolvente, que nem nos apercebemos sequer de que a narrativa salta entre o passado de Victoria Bergman, abusada sexualmente pelo pai desde os três anos de idade e o presente (de Sofia e Jeanette).

Estou absolutamente rendida a esta trilogia e já comecei o segundo volume. E é para lá que vou de seguida.

 

(leiam aqui as primeiras páginas)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30