Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Destino do Assassino

por Magda L Pais, em 24.04.19

44585824.jpg

O Destino do Assassino de Robin Hobb

Assassino e o Bobo #5

ISBN: 9789897731556

Editado em 2019 pela Saída de Emergência

Sinopse

FitzCavalaria deixou para trás a pele de assassino, mas nem assim encontrou paz. Depois do rapto de Abelha, e acreditando que ela está morta, Fitz e o Bobo partem em busca de vingança. Nenhum Servo estará a salvo. A missão revela-se surpreendente, com o reencontro com velhos amigos e a descoberta de novos aliados Fitz ainda é um homem temido, e o Bobo continua a ter segredos por desvendar.

O destino dos dois amigos ficará para sempre selado à medida que as respostas aos mistérios antigos são reveladas, num final épico, intenso e empolgante.

A minha opinião

15 livros... foram 15 livros que me levaram a viajar com Fitz, o Bobo, Breu e Olhos de Noite. Com Respeitador e Ketticken. E, mesmo não aparecendo em todos os livros, com Moli, Castro, Obtuso, Abelha e Urtiga. Uma família de personagens que nasceram da pena de Robin Hobb e que nos fizeram (a mim e à minha filha) tanta companhia que é quase impossível não os sentir como família, como amigos que, agora que chega a fim esta colecção, vão ficar apenas na nossa memória.

15 livros... e ao fim de 15 livros, Robin Hobb continua a surpreender, conseguindo que o último, o livro que fecha a série, O Destino do Assassino, seja o mais surpreendente, intenso, envolvente, emotivo e perfeito. Completamente perfeito.

O Destino do Assassino deixa-nos supercalifragilisticexpialidociou. Não há outra palavra que consiga descrever o que senti enquanto tentava - juro que tentei - não ficar comovida enquanto o final chegava e eu percebia que ia ter de dizer adeus a estas fantásticas personagens. E que maneira de dizer adeus.

O Destino do Assassino (ou, na realidade, todos os 15 livros) valeu por cada linha, cada palavra, cada capítulo.

Ketticken sorriu.

Depois de terminar o livro, fui dormir com esta singela frase com que o livro termina. Tão simples, tão curta e, no entanto... quase que poderia dizer "Magda sorriu" porque foi exactamente isso que aconteceu. Apesar da intensidade e da emoção do final, sorri.

Vocês sabem, eu sei que sabem, que Anne Bishop é a minha favorita. Que Os Outros ou As Jóias Negras são das minhas sagas favoritas desta autora. E sabem, sei que sabem, que os meus livros favoritos de sempre são As Brumas de Avalon. O que não sabem, mas ficam a saber hoje, é que esta Saga do Assassino com os seus 15 livros – e acima de tudo com O Destino do Assassino – está ali no podium.

Por fim, e como despedida, gostava de dedicar um momento para agradecer ao Fitz, ao Bobo, a Breu e a Olhos de Noite pela companhia que me fizeram. E a Robin Hodd por ser a fantástica escritora que é. Mas deixo também uma recomendação. Amigos da HBO, fizeram de facto um trabalho extraordinário com A Guerra dos Tronos. Não querem fazer o mesmo com esta saga? acreditem que vai valer a pena.

(e, por favor, quem ainda não leu estes livros... façam um favor a vocês mesmos e leiam. Vão ver que não se arrependem)

(leia aqui as primeiras páginas)

Classificação: 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Demanda do Bobo

por Magda L Pais, em 27.06.18

demanda.jpg

A Demanda do Bobo de Robin Hobb

Assassino e o Bobo Nº: 3

ISBN: 9789897731075

Editado pela Saída de Emergência em 2018

Sinopse

Após os acontecimentos de A Revelação do Bobo, cresce a intriga que atinge a vida e o coração de Fitz.

Em tempos existiu em Torre do Cervo um assassino real. Para aqueles que simpatizavam com ele era conhecido como Fitz; para os que o odiavam era o Bastardo Manhoso. Mais tarde esse homem desapareceu e surgiu um respeitável senhor rural chamado Tomé Texugo, pacato, marido e pai.

Mas agora também esse homem desapareceu, deixando no seu lugar FitzCavalaria Visionário, príncipe reconhecido da casa real, tio do rei, pai de uma criança raptada cuja existência quase todos ignoram, amigo de um velho Bobo quebrado e cego cuja saúde vai recuperando de forma dolorosamente lenta.

Entre todas estas forças que o puxam nas mais diversas direções, a quais irá ele ceder, e quem, ao certo, cederá? O pai ou o amigo? O príncipe ou o assassino?

A minha opinião

Apesar de perceber (e agradecer!) quando as editoras decidem dividir os livros em duas partes, a realidade é que isso faz com que eu fique muito irritada quando fico a meio dos acontecimentos e não tenho o livro seguinte logo ali à mão para o ler. Digam-me lá como é que vou viver sem saber o que acontece a Bobo, Fitz e Abelha? Ninguém merece!

Robin Hobb mais uma vez supera-se. E faz-nos pensar em nós próprios, nos nossos medos e nos nossos fantasmas enquanto lemos os seus livros. Sim, são livros, são fantasias, passam-se em mundos paralelos, a Manha e o Talento não existem, Bobo, Fitz, Breu, Abelha, Respeitador e Kettricken (entre outros) só vivem ali, no papel mas são personagens tão credíveis, tão bem construidas, tão ricas que, mesmo ausentes, pensamos nelas. Assim como pensamos nos amigos e na família, mesmo que não estejam connosco.

É disto que são feitos os grandes livros, os livros memoráveis, brilhantes. A história, as personagens, o encadeamento de acontecimentos. Tudo, mas mesmo tudo, nos livros escritos por Robin Hobb, os tornam memoráveis, familiares, presentes. De tal modo que os anos passam e as recordações do que lemos ficam connosco.

Outubro está quase ai. Robin Hobb vai cá estar no Festival Bang. E eu vou lá estar. Porque, tal como Anne Bishop, esta é uma autora que venero.

leia aqui as primeiras páginas)

Classificação: 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Revelação do Bobo

por Magda L Pais, em 23.03.18

37841073.jpg

A Revelação do Bobo de Robin Hobb

Saga Assassino e o Bobo nº 2

ISBN: 9789897730931

Editado em 2018 pela Saída de Emergência

Sinopse

Após os acontecimentos de O Assassino do Bobo, cresce a intriga que atinge a vida e o coração de Fitz. Depois de garantir que nunca mais a deixaria só ou negligenciada, Fitz abandonou a sua filha Abelha para correr para Torre do Cervo a fim de tentar salvar a vida do velho amigo Bobo. A consequência foi a mais terrível: um ataque à sua casa e o rapto da pequena, que desaparece sem deixar rasto.

Encontramo-lo neste volume dilacerado entre as obrigações para com o Bobo e o que a consciência lhe exige que faça para tentar recuperar a filha. Mesmo o regresso a Torre do Cervo traz grandes perigos, pois no local onde nasceu e viveu durante muitos anos ainda perdura a sua má fama de Bastardo Manhoso e assassino. O que poderá Fitz fazer para trazer a paz de novo ao seu mundo?

A minha opinião

Dois pontos prévios.

O primeiro e o principal é: quando é que é editado o terceiro volume desta saga? 

O segundo, também importante mas não tanto, é um spoiler alert. É impossível falar deste livro sem desvendar algumas coisas do livro anterior ou mesmo das colecções anteriores relativas a Fitz, Breu, Bobo e a família Visionário. Por isso avancem por vossa conta e risco.

Nas últimas páginas d'O Assassino do Bobo, Abelha foi raptada enquanto o seu pai ia, pelos pilares de Talento com Bobo, numa tentativa desesperada para lhe salvar a vida que ele próprio lhe ia retirando.

(um breve intervalo apenas para vos dizer que, em alguns momentos do primeiro livro e em muitos momentos deste livro, me apeteceu espancar violentamente FitzCavalaria. Tantas pistas, tanta coisa nas entrelinhas, nas frases soltas que, ainda antes do Bobo fazer a sua revelação no final do livro, já eu tinha percebido o que escapou a FitzCavalaria)

Não me entendam mal. Eu adoro o Fitz. Adoro a personagem e a sua magia (mais a Manha que o Talento), tanto que baptizei o gato duma grande amiga com esse nome (na realidade era para se chamar Molly mas tivemos de lhe mudar o nome porque era um gato e não uma gata) mas a verdade é que, às vezes, consegue ser mais obtuso que o próprio Obtuso. Ou só vê o que quer ver.

Esta é uma característica extraordinária de Robin Hobb que já me tinha encantado nos outros livros. Consegue que nos sintamos tão envolvidos com as personagens, na cadência dos acontecimentos e no ambiente que se vive que nos esquecemos, a cada passo, que é só um livro, só uma história de fantasia e que nada daquilo é real. 

A Revelação do Bobo é, realmente, um livro de revelações. São alguns capítulos que se fecham, reconhecimento de outros e, por fim, a certeza. Abelha será fundamental no próximo volume, o catalisador de outras mudanças que se iniciaram quando Fitz evitou que o Amado Bobo fosse morto (tudo para o tentar matar de seguida mas isso é outro assunto).

A Revelação do Bobo é, também, e para quem acompanha Fitz desde as primeiras páginas do primeiro volume da primeira colecção, um livro emotivo (não vos direi porquê, deixo que descubram por vós) e de reconciliação. 

Basicamente - e como toda esta colecção - este é um livro a ler. E apressem-se. Porque a autora vai estar em Portugal no Festival Bang 2018 e de certeza que também não vão querer perder esse momento. Eu sei que vou lá estar!

(leia aqui as primeiras páginas)

Classificação: 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031