Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Gritos do Passado

por Magda L Pais, em 15.04.18

9778441.jpg

Gritos do Passado de Camilla Läckberg

Fjällbacka #2

ISBN: 9789722043489

Editado em 2010 pela Dom Quixote

Sinopse

Numa manhã de um Verão particularmente quente, um rapazinho brinca nas rochas em Fjällbacka - o pequeno porto turístico onde decorreu a acção de A Princesa de Gelo - quando se depara com o cadáver de uma mulher. A polícia confirma rapidamente que se tratou de um crime, mas o caso complica-se com a descoberta, no mesmo sítio de dois esqueletos. O inspector Patrick Hedström é encarregado da investigação naquele período estival em que o incidente poderia fazer fugir os turistas, mas, sem testemunhas, sem elementos determinantes, a polícia não pode fazer mais do que esperar os resultados das análises dos serviços especiais. Entretanto, Erica Falk, nas últimas semanas de gravidez, decide ajudar Patrick pesquisando informações na biblioteca local e novas revelações começam a dar forma ao quadro: os esqueletos são certamente de duas jovens desaparecidas há mais de vinte anos, Mona e Siv. Volta assim à ribalta a família Hult, cujo patriarca, Ephraim, magnetizava as multidões acompanhado dos dois filhos, os pequenos Gabriel e Johannes, dotados de poderes curativos. Depois dessa época, e de um estranho suicídio, a família dividiu-se em dois ramos que agora se odeiam.

A minha opinião

Li A Princesa de Gelo há coisa de seis meses e, como disse na altura, fiquei com vontade de ler mais desta autora, nomeadamente desta série.

Comprei este livro - Gritos do Passado - porque estava com vontade de ler um policial mais à séria, já que Ondas de Calor, apesar de ser policial, não é aquele policial típico, que nos deixa completamente à nora com quem é o culpado. Gritos do Passado fez-me exactamente isso. Deixou-me às aranhas até quase às páginas finais, quer sobre quem era o assassino quer sobre as motivações dos crimes cometidos. 

E que motivações... completamente inesperadas, apesar de, e tenho de o dizer, haver realmente pistas sobre isso ao longo de todo o livro. E é exactamente isto que espero encontrar num bom policial: poder chegar ao fim do livro e dizer: ai que burra! então não se estava mesmo a ver que era por isto? Só que, na realidade não se via assim tão bem porque Camilla Läckberg soube esconder bem as pistas.

Para além do policial, Gritos do Passado continua a trazer-nos a vida de Erica, Patrik e Anna, numa espécie de romance, mostrando que é bastante possível juntar histórias paralelas num mesmo livro e que, às vezes, podem ser essas mesmas histórias paralelas a nos dar vontade de pegar no terceiro volume. Que ainda não tenho mas que estou com vontade de comprar... mais não seja para saber como corre a vida a Anna depois de dar mais um tiro no pé (em sentido figurado claro).

Ainda assim, a minha opinião inicial sobre Camilla Läckberg continua a ser mesma. Não é a Agatha Christie que veio do frio. É antes a Camilla Läckberg, uma escritora com mérito próprio e que conquista os leitores pelas suas histórias e não pela comparação à Rainha do Policial.

(leia aqui as primeiras páginas)

Classificação: 

 

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Princesa de Gelo

por Magda L Pais, em 19.06.17

9796248.jpg

A Princesa de Gelo de Camilla Läckberg

Fjällbacka #1

ISBN: 9789722041454

Editado em 2010 pela Dom Quixote

Sinopse

De regresso à cidadezinha onde nasceu depois da morte dos pais, a escritora Erica Falk encontra uma comunidade à beira da tragédia. A morte da sua amiga de infância, Alex, é só o princípio do que está para vir. Com os pulsos cortados e o corpo mergulhado na água congelada da banheira, tudo leva a crer que Alex se suicidou.

Quando começa a escrever uma evocação da carismática Alex, Erica, que não a via desde a infância, vê-se de repente no centro dos acontecimentos. Ao mesmo tempo, Patrik Hedström, que investiga o caso, começa a perceber que as coisas nem sempre são o que parecem. Mas só quando ambos começam a trabalhar juntos é que vem ao de cima a verdade sobre aquela cidadezinha com um passado profundamente perturbador…

A minha opinião

Estava com saudades dum bom policial. Na ida à feira do livro deste ano optei por comprar este livro (porque era livro do dia) para poder aferir se é mesmo verdade que Camilla Läckberg é "a nova Agatha Christie que vem do frio".

Foi por isso com expectativas bastante elevadas que comecei a leitura deste livro.

Terminado este livro creio que será algum exagero comparar Camilla Läckberg a Agatha Christie. É difícil, muito difícil, chegar aos calcanhares da Rainha do Policial e essa comparação só prejudica Camilla em vez de a beneficiar. É um policial que se lê bem, com uma escrita cuidada, com um final de estalo e uma leitura que flui com alguma facilidade.

Gostei também das dúvidas existenciais das personagens, principalmente Erica, Patrik e Anna. São dúvidas razoáveis, bastante credíveis. Claro que há partes do livro que são mais próprias de um romance do que dum policial mas felizmente não são em excesso.

No geral posso dizer que este livro se lê bastante bem, mesmo não sendo Agatha Christie. Permitiu-me matar saudades de policiais e, claramente, Camilla Läckberg será uma autora para continuar a ler. Mas já com as expectativas correctas.

 

(leia aqui as primeiras páginas)

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.