Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Varys & Sazed

por Magda L Pais, em 19.10.16

LEITURA_RPG_IMAGINAÇÃO.jpg

É curioso como a imaginação dos leitores funciona. Ou pelo menos a minha (se bem que me parece que seja um problema geral). Quando estamos a ler um livro imaginamos as personagens. A voz, as entoações, os jeitos, o aspecto físico. Tornamos o imaginário em real e, quem sabe, às vezes, até conversamos com eles fora dos livros.

Depois, quando alguém se lembra de tornar os livros em filmes ou séries, corremos o risco de ficar desiludidos – porque quem foi escolhido como actor/actriz não coincide com o nosso imaginário. Nesse momento temos de optar. Podemos nos manter fieis à personagem que criamos ou acabamos por aceitar que a mudança.

Mas há casos ainda mais raros.

Entre o que imaginei para as personagens da saga Guerra dos Tronos e os actores/actrizes escolhidos para a série, optei por aceitar o que a televisão me mostrava. E isto não tem nada de extraordinário. O extraordinário chega com o livro que estou a ler agora - O Império Final de Brandon Sanderson.

Sazed, o mordomo terrisano tem, no meu imaginário, a voz, a entoação, a cara de Varys, o eunuco da Guerra dos Tronos. E não é por essa característica que ambos partilham (serem eunucos), é por toda uma série de factores que os tornam – no meu imaginário, é claro – a mesma pessoa. Em mundos diferentes.

Já vos aconteceu?

 

 

********

Vamos alimentar uma biblioteca?

E não se esqueçam de participar nos dois passatempos em curso - passatempo Órfão X e Passatempo solidário Pilar

Autoria e outros dados (tags, etc)

livros vs filmes - as personagens

por Magda L Pais, em 27.01.16

Quantas vezes lemos um livro, criamos a imagem duma personagem e, depois, quando vemos o filme sobre esse livro achamos que está tudo errado e que aquele actor foi muito mal escolhido porque a cara não corresponde ao que esperávamos?

De tantas vezes se sentir enganado, Brian Joseph Davis decidiu mostrar, usando tecnologia policial, as caras que os livros descrevem para que possamos avaliar se os actores foram bem escolhidos. E, se nuns casos a coisa correu bem, noutros nem por isso.

Ora vejamos 15 exemplos (depois podem ir ver mais aqui)

1.png

Jack Torrence, “The Shining”- Stephen King

2.png

Annie Wilkes, “Misery”- Stephen King

3.png

Daisy, “The Great Gatsby”- F. Scott Fitzgerald

4.png

Dracula, “Dracula”- Bram Stoker

5.png

James Cromwell, “LA Confidential”- James Ellroy

6.png

Christian Grey, “Fifty Shades of Grey”- E.L. James

7.png

Katniss Everdeen, “The Hunger Games”- Suzanne Collins

8.png

Lisbeth Salander, “Girl With the Dragon Tattoo”- Stieg Larsson

9.png

Humbert Humbert, “Lolita”- Vladimir Nabokov

10.png

Marla Singer, “Fight Club”- Chuck Palahniuk

11.png

The Monster, “Frankenstein”- Mary Shelley

12.png

Norman Bates, “Psycho”- Robert Bloch

13.png

Nurse Ratched, “One Flew Over the Cuckoo’s Nest”- Ken Kesey

14.png

Sam Spade, “The Maltese Falcon”- Dashiell Hammett

16.png

Tom Ripley, “The Talented Mr. Ripley”- Patricia Highsmith 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Julho 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031