Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ready Player One

por Magda L Pais, em 05.01.20

ready playo.jpg

Ready Player One de Ernest Cline

ISBN: 9789722358231

Editado em 2018 pela Editorial Presença

Sinopse

Em 2044 o mundo tornou-se um lugar triste, devastado por conflitos, escassez de recursos, fome, pobreza e doenças. Wade Watts só se sente feliz na realidade virtual conhecida como OASIS, onde pode viver, jogar e apaixonar-se sem constrangimentos. Quando o criador do OASIS morre, deixa a sua imensa fortuna e o controlo da realidade virtual a quem conseguir resolver os enigmas que aí escondeu. Os utilizadores têm apenas como pistas a cultura pop dos anos 1980. Começa assim uma frenética e perigosa caça ao tesouro.

Nos primeiros anos, milhares de jogadores tentam solucionar o enigma inicial sem sucesso. Até que Wade por acaso desvenda a primeira chave. De um momento para o outro, vê-se numa corrida desesperada para vencer o prémio, uma corrida que rapidamente continua no mundo real e que põe em risco a sua vida.

A minha opinião

Na noite de Natal o namorado da minha irmã, numa conversa sobre livros, recomendou-me este. Achei a premissa engraçada e, no fim de semana, andei à procura na net duma versão aceitável para leitura (isto de ir buscar ebooks piratas tem a desvantagem de que se encontrar, de vez em quando, versões com letras demasiados pequenas ou desformatados).

Não era exactamente geek na minha adolescência. Nos anos 80 do século passado a leitura era um vicio (pensando melhor, ainda é) e pouco ligava a jogos. Às vezes jogava ao Chuckie Egg ou ao Fred no spectrum do meu irmão mas nem sempre. Eles jogavam, eu ia lendo.

Talvez por isso algumas referências e notas deste livro passaram-me ao lado. Mas, por outro lado, não fizeram muita falta para a leitura e para perceber a história.

Confesso que, em alguns momentos, tive dificuldade em largar o livro, principalmente nos momentos cruciais, quando Wade está quase a descobrir alguma pista para alguma das chaves ou nos momentos em que está a lutar contra o tempo para ser o primeiro a chegar aos portões.

Ready Player One mostra-nos como é fácil largar a vida real e viver apenas numa realidade virtual, num mundo onde podemos ser quase tudo o que queremos. Mostra-nos como é mais fácil fazer amigos num mundo fictício do que na realidade. Mas, acima de tudo, Ready Player One mostra-nos a solidão de muitos jogadores por esse mundo fora, que escolhem isolar-se na vida real para se dedicarem apenas ao mundo virtual.

Foi, sem dúvida, uma boa forma de iniciar este ano de 2020.

 

 

 

Leia aqui as primeiras páginas e veja aqui o trailer do filme

Classificação: 

May we meet again

Conheces o desafio de escrita dos Pássaros?

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conheces o meu blog generalista?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


Posts recentes


subscrever feeds