Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tenho um Kobo... e agora?

por Magda L Pais, em 15.01.19

49949285_2196016003972002_7615871472812163072_n.jp

No seguimento das minhas dúvidas, acabei por optar por comprar um Kobo Forma. À prova de água, 8 '' de dimensão de ecrã, 11 tipos de letras diferentes e mais de 50 estilos de letra, 14 formatos de ficheiro suportados por defeito (EPUB, EPUB3, PDF, MOBI, JPEG, GIF, PNG, BMP, TIFF, TXT, HTML, RTF, CBZ, CBR), 8Gb de memória, e o mais importante de tudo... pesa menos de 250 gramas, com a capa já colocada. Bastante menos que um livro físico e esta, sem dúvida, foi a razão que pesou na decisão.

É claro que, apesar de ter um Kobo e de estar a ler ebooks (chegou à menos duma semana e já li um ebook e tenho outro a mais de meio), continuo a ter a mesma opinião. A história está lá toda, é claro que sim. Mas um livro é muito mais que a história: é também o papel, o cheiro, o peso, o manuseamento, o virar a página.

Há imensas coisas que faltam num ebook e, por isso, por mais que reconheça que a leitura não é tão má como pensava (a luminosidade e definição do ecran do kobo imita muito bem o papel), não estou rendida nem vendida aos livros digitais.

Mas também lhe reconheço algumas virtudes: quando acabo de ler um livro ou não gosto daquele que comecei, tenho vários disponíveis; não pesa nas costas; quando não me consigo sentar no comboio, consigo ler bem em pé; consigo saber a percentagem que já li e a que falta para acabar; e o preço dos e-books é consideravelmente mais baixo.

Falando de preços... Nunca mais compro livros na Wook. Estou de relações cortadas com eles, quer nos livros quer nos e-books, por causa destes últimos. Senhores da Wook, o que vocês fazem é desonesto para ser simpática. Então compramos os e-books - ao mesmo preço que nas outras livrarias on-line - e não podemos dispor deles no nosso Kobo ou outro dispositivo semelhante? Que sentido faz comprar um e-book e só o poder ler quando se acede ao vosso site, sendo obrigatório haver um browser e um acesso à internet? que obrigatoriedade é esta de ter de estar ligado à net para ler um e-book? Ainda se o preço fosse bastante mais baixo que noutros lados, ainda compreenderia. Agora com o mesmo preço... mais vale comprar na Bertrand e ficar com o livro para mim do que comprar na Wook e ele continuar propriedade do site e não minha.

Descobri ainda duas coisas curiosas neste processo:

1. a Mediamarket não actualiza o seu site há quase dois anos... só assim se entende que ainda tenha (ou tinha na semana passada) Kobos à venda no site que depois, quando vamos a uma loja, nos dizem que não os vendem há quase dois anos. 

2. Os e-books também esgotam... (ok, pode ter a ver com os direitos de autor mas mesmo assim... não me parece que faça muito sentido).

Volto a dizer, não estou rendida. Na realidade estou vencida mas não convencida. Mas como posso continuar a ler livros em casa, menos mal.

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?


3 comentários

De C.S. a 17.01.2019

Aqui está um belíssimo post! Obrigada Magda por trazeres este tema.
É que já pensei em comprar um e-reader, mas tenho sempre dúvidas, por isso a quem puder ajudar, fico mesmo muito agradecida.

1ª Kobo ou Kindle?

2ª É fácil encontrar livros em português de Portugal? Se sim, mais fácil para o Kobo, para o Kindle ou é indiferente?

3ª São mesmo leves? É que eu gosto de ler na cama, mas os livros já me fazem doer os braços...

4ª Os livros são mais baratos, certo? Em média andam a preços?

Obrigada e desculpem a minha ignorância.

Beijinhos

De Magda L Pais a 17.01.2019

Eu optei pelo Kobo por duad razões
A primeira é porque é o que lê mais formatos. O Kindle é exclusivo da Amazon. Claro que depois há programas que convertem num ou noutro formato e tornam os ebooks compatíveis com os dois dispositivos mas não me apetece ter trabalho. O segundo é porque a Kobo é parceira da FNAC que lhes dá assistência.

Todas as livrarias online têm ebooks (com a nuance que falei da wook) e em português. A própria Kobo têm uma excelente livraria onde se podem comprar e books em português

Em relação aos preços... paguei 9.90 por um ebook cujo livro está a 14/15 euros. Paguei 2.40 pelos Miseráveis... o máximo que vi um ebook foi a 12 e creio que será por ser uma novidade

O Kobo que comprei pesa 197 gramas... com a capa talvez tenha aumentado mais 75 gramas. Vá que, no máximo dos máximos, tenha 300 gramas. A própria capa permite apoiar o kobo em qualquer sítio, não sendo obrigatório que o estejas a segurar

Mais dúvidas? Ehehhehe

De Alexandra a 17.01.2019

Tenho que me meter nesta conversa Magda :p
Este teu comentário parecia que estavas a vender Kobos... o que vindo de ti é muito estranho (e engraçado) ;)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031