Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um Bom Partido

por Magda L Pais, em 29.11.18

41947104.jpg

Um Bom Partido de Curtis Sittenfeld

ISBN: 9789897103230

Editado em 2018 pelas Edições Chá das Cinco

Sinopse

A versão moderna de Orgulho e Preconceito, o clássico de Jane Austen

A família Bennet está em dificuldades. Para além dos problemas económicos, a frágil saúde do Sr. Bennet obriga as filhas mais velhas, Jane e Liz, a regressarem a casa. Esta é a oportunidade perfeita para a Sra. Bennet pôr em prática os seus planos de casamenteira. Isto porque o solteiro mais cobiçado dos últimos tempos voltou para Cincinnati.

Chip Bingley é o sonho de qualquer sogra: atraente, com uma carreira de sucesso e a estrela do reality show Bons Partidos e o candidato perfeito a marido de uma das filhas da Sra. Bennet.

Quando Liz e Chip se conhecem no churrasco do 4 de Julho, a atração é imediata. Mas a relação é perturbada por Fitzwilliam Darcy, amigo de Chip, que desde o primeiro momento mostra a sua relutância para com Liz. No entanto, as primeiras impressões podem ser enganadoras…

A minha opinião

Antes de ler Um Bom Partido decidi ler Orgulho e Preconceito já que tudo indicava que o primeiro seria a versão actual do segundo. Ora para poder confirmar ou desmentir esta ideia teria, primeiro, que ler a versão original. Que, como podem ir ler, não me seduziu por ai além. Fiquei, por isso, com algum receio de iniciar a leitura deste livro.

Não me podia ter enganado mais.

Não sou a maior fã de romances. Sou - muito provavelmente - a pessoa menos romântica à face da terra, quiça do próprio universo. Mas Um Bom Partido, ainda que seja um romance, conquistou-me porque me fez rir fazendo-me lembrar os livros de Jill Mansell aos quais recorro sempre que quero passar um bom bocado, com um livro leve, que se lê num instante e que não nos obriga a pensar.

A adaptação está tão mas tão perfeita que acaba por superar o que poderíamos imaginar duma actualização  dum romance com cerca de dois séculos de existência. Um Bom Partido tem reality shows, tem emails e internet, tem encontros e desencontros e tem, acima de tudo, uma dose de humor perfeita que nos faz passar vergonhas nos transportes públicos (principalmente se forem como eu e se forem a rir para os livros) e que nos deixa - quando não estamos a ler - a contar os minutos para voltarmos a pegar nele e ler mais um pouco.

De uma forma a roçar a perfeição, Um Bom Partido explora as intrincadas relações familiares e de amizade, segredos, relações profissionais, o desemprego, a busca pelos 15 minutos de fama num programa de televisão. Tudo, mas mesmo tudo, condensado em 368 páginas que se lêem muito bem.

Para os fãs de Orgulho e Preconceito, nada temam. Podem ler este livro. Vão reencontrar todas as personagens - até Mr Collins e Charlotte - e não se vão sentir defraudados. 

Quanto a mim, vou esperar que editem também cá a versão actualizada de Jane Eyre...

(leia aqui as primeiras páginas)

Classificação 

(este livro foi-me oferecido pela Saída de Emergência em troca duma opinião honesta e sincera)

May we meet again

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

(Já votaram nos Sapos do Ano?)

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Joana B. a 29.11.2018 às 12:53

agora fiquei curiosa

De Magda L Pais a 02.12.2018 às 16:27

acho que vale a pena ler :)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Novembro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930