Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma Coluna de Fogo

por Magda L Pais, em 28.05.18

35581612.jpg

Uma Coluna de Fogo de Ken Follett

ISBN: 9789722360845

Editado em 2017 pela Editorial Presença

Sinopse

Natal de 1558. O jovem Ned Willard regressa a Kingsbridge e descobre que o seu mundo mudou. As velhas pedras da catedral de Kingsbridge contemplam uma cidade dividida pelo ódio de cariz religioso. A Europa vive tempos tumultuosos, em que os princípios fundamentais colidem de forma sangrenta com a amizade, a lealdade e o amor. Ned em breve dá consigo do lado oposto ao da rapariga com quem deseja casar, Margery Fitzgerald.

Isabel Tudor sobe ao trono, e toda a Europa se vira contra a Inglaterra. A jovem rainha, perspicaz e determinada, cria desde logo o primeiro serviço secreto do reino, cuja missão é avisá-la de imediato de qualquer tentativa quer de conspiração para a assassinar, quer de revoltas e planos de invasão. Isabel sabe que a encantadora e voluntariosa Maria, rainha da Escócia, aguarda pela sua oportunidade em Paris. Pertencendo a uma família francesa de uma ambição brutal, Maria foi proclamada herdeira legítima do trono de Inglaterra, e os seus apoiantes conspiram para se livrarem de Isabel.

Tendo como pano de fundo este período turbulento, o amor entre Ned e Margery parece condenado, à medida que o extremismo ateia a violência através da Europa, de Edimburgo a Genebra. Enquanto Isabel se esforça por se manter no trono e fazer prevalecer os seus princípios, protegida por um pequeno mas dedicado grupo de hábeis espiões e de corajosos agentes secretos, vai-se tornando claro que os verdadeiros inimigos, então como hoje, não são as religiões rivais. A batalha propriamente dita trava-se entre aqueles que defendem a tolerância e a concórdia e os tiranos que querem impor as suas ideias a todos, a qualquer custo.

A minha opinião

Creio que não é segredo. Ken Follett é um dos meus escritores favoritos e os seus livros são, para mim, sinónimo de horas de prazer. Principalmente no que respeita a romances históricos e ao seu cuidado em conciliar as personagens reais com as fictícias em situações que, efectivamente, aconteceram ou tiveram uma grande probabilidade de acontecer. Não acredito que seja uma tarefa fácil. E não sendo, é seguramente uma tarefa à altura de Ken Follett.

Uma Coluna de Fogo mata-nos algumas saudades de Kingsbridge, local onde decorreu a acção d'Os Pilares da Terra e de Um Mundo Sem Fim (duas das melhores trilogias que alguma vez li). Mas não as mata todas, uma vez que, ao contrário dessas, Uma Coluna de Fogo leva-nos numa fabulosa viagem por Inglaterra, Escócia, França, Espanha e Países Baixos, no inicio duma globalização que se virá a concretizar uns séculos mais tarde.

E a catedral que vimos nascer n'Os Pilares da Terra é agora um edifício abandonado... estranho como podemos sentir alguma nostalgia dum monumento que sabemos que não existe. É que foi precisamente isso ao longo do livro, como se a luta de Tom para a erguer tivesse sido a nossa própria luta. Como se Tom estivesse ali, ao nosso lado, e nos dissesse - ora gaita, tanto que sofri para que esta catedral fosse erigida e agora está assim, ao abandono.

(e se me perguntam: Tom, quem é o Tom? dir-vos-ei que devem ler Os Pilares da Terra para perceberem)

Uma Coluna de Fogo é, alem dum excelente entretém, uma lição de história. Entretém porque tem várias histórias de amor, tem vilões (Pierre Aumande é, sem dúvida, um vilão extraordinariamente bem construido, de quem começamos por gostar mas que, depois, rejubilamos com o seu fim), e uma estrutura apaixonante, acompanhando quase 80 anos da vida da Europa (e não tanto em Kingsbridge como os livros anteriores). Em momento algum me senti numa aula de história ou que o livro estaria a ser aborrecido (apesar das suas 768 páginas...)

Claro que haveria margem para mais. Há sempre margem para mais em livros que misturam realidade com ficção. Haverá quem ache que deveria ter mais história, outros que acham que devia ter mais ficção.

E eu?

Bem, eu só quero que Ken Follett continue a escrever... 

 

Classificação: 

Entretanto...

Conheces o meu blog generalista?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

De A rapariga do autocarro a 28.05.2018 às 11:50

Eu juro que gostava de despachar a minha estante das lamentações à velocidade que tu despachas a tu!!! O meu ali está, por vezes quando olho para ele parece-me que se está abanar para mim, mas depois, as mãos fogem-me para outros!!!

De Magda L Pais a 29.05.2018 às 18:28

opá, se andasses 45 minutos de comboio de manhã e mais 45 minutos de comboio à tarde e mais uma hora de almoço... também adiantavas a estante ahahahahaahahahhaah

De Há luz da pena a 28.05.2018 às 16:43

Eu partilho da sua opinião. Vi o seu, este, blog de manhã e só acabei de o ler. Para mim quando se trata deste autor merece toda a minha intenção. Comecei a ler o I volume "Terra sem fim", e aguçou-me a curiosidade da história para trás. Pergunta à pessoa que me emprestou se o tinha mas disse-me que não mas, sim "A coluna de Fogo". Resolvi requisitar, depois de ler o livro a trás que mencionei, na biblioteca mas quando fui pedir o II volume ainda não estava a dispor. Aguardo. Entretanto virei-me para a autora Isabel Allende "A soma dos dias" que não me arrependi, enquanto continuo à espera da vaga do II volume. Reparei no face que ele ultimamente esteve a ver monumentos para lá da Galiza e arredores. Estou na espectativa do que sairá dali. Continuação de boas leituras...

De Magda L Pais a 29.05.2018 às 18:32

Todos os livros deste autor são muito muito bons. Mas claramente a série passada em Kingsbrigde - Pilares do Mundo, Um Mundo sem Fim e A coluna de Fogo - é a melhor de todas. Assim como a trilogia O Século. Tenta ler que vais adorar

De Anónimo a 30.05.2018 às 09:24

Tenho tensões disso. Depois hei de dar notícias.

De Bruno Ervedosa a 07.06.2018 às 19:50

Ando a tentar começar a ler os livros de Ken Follet há uns bons anos. Mas, depois, olhos para a coleção de livros que ainda não li na minha estante e penso: "quando terminar estes, compras novos."

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031